Mercado abrirá em 12 mins
  • BOVESPA

    121.113,93
    +412,93 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,17
    +0,04 (+0,06%)
     
  • OURO

    1.777,50
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    56.752,89
    +3.016,18 (+5,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.288,36
    -103,35 (-7,43%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,67 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.013,40
    -6,13 (-0,09%)
     
  • HANG SENG

    29.106,15
    +136,44 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.685,37
    +2,00 (+0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.973,25
    -56,25 (-0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7056
    +0,0195 (+0,29%)
     

Drones vão eletrizar nuvens para fazer chover mais nos Emirados Árabes Unidos

Natalie Rosa
·1 minuto de leitura

Em uma tentativa de provocar mais períodos de chuva, os Emirados Árabes Unidos irão começar a testar o uso de drones para modificar o clima. Com ajuda de pesquisadores da Universidade de Reading, na Inglaterra, os cientistas vão usar os pequenos veículos voadores para alterar a carga elétrica das gotículas de água nas nuvens, as eletrizando e transformando em chuva.

O país já usa a tecnologia de "semeadura de nuvem" para gerar mais chuva, depositando sal nas nuvens como forma de estímulo, uma vez que a chuva por lá chega a apenas 100 mm por ano. Em 2017, o governo dos Emirados Árabes Unidos investiu cerca de US$ 15 milhões para nove projetos diferentes que trariam mais chuva para a região, um deles sendo comandado por pelos pesquisadores da Universidade de Reading.

<em>Imagem: Divulgação/Universidade de Reading</em>
Imagem: Divulgação/Universidade de Reading

De acordo com um dos responsáveis pelo novo projeto envolvendo os drones, o professor Maarten Ambaum, o objetivo é equilibrar a carga elétrica das gotículas das nuvens, que sobrevoam o céu do país em grande quantidade. Então, a semeadura irá transformá-las em uma só, se tornando grande o suficiente para gerar água.

Alya Al-Mazroui, diretor do programa de pesquisas de estimulação de chuvas dos Emirados Árabes Unidos, diz que os drones irão sobrevoar a baixas altitudes e liberar cargas elétricas nas moléculas de ar, estimulando a precipitação de chuva. Após os testes serem feitos, será preciso avaliar os resultados para, então, providenciar uma aeronave maior para que o processo seja mais eficaz e frequente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: