Mercado fechado

Drone do Exército dos EUA quebra o próprio recorde de resistência

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O Zephyr é um UAV (Unmanned Aerial Vehicle, ou Veículo Aéreo Não-tripulado, na tradução para o português) 100% elétrico, com envergadura de 25 metros e peso de 75 quilos utilizado pelo Exército dos Estados Unidos em missões de longa duração. E ele acabou de superar o próprio recorde de resistência.

Segundo o Exército dos EUA, o Zephyr, lançado ao ar no dia 15 de junho de 2022, já alcançou objetivos notáveis. Entre eles, destacam-se o primeiro voo no espaço aéreo internacional, o primeiro voo sobre a água, o voo contínuo mais longo utilizando controles de comunicação via satélite e a demonstração mais distante de seu ponto de lançamento.

O mais interessante disso tudo é que o voo também estabeleceu um recorde de dias sem retorno para recarregamento: 36, dez a mais do que o registrado em 2018. E esta marca pode ser ainda maior, já que, segundo informações recentes do Exército dos Estados Unidos, o Zephyr segue no ar, sobrevoando o Yuma Provind Ground.

"As plataformas não-tripuladas de resistência ultra longa têm o potencial de fornecer capacidades militares significativas e aumentar a confiança como parte da arquitetura diversificada de várias camadas do Exército. Vimos um progresso incrível em plataformas de alta altitude nos últimos anos. Essa experimentação nos permite desenvolver esse conhecimento, demonstrando vários tipos de carga útil, explorando totalmente a utilidade militar das operações estratosféricas e modernizando áreas de sensoriamento profundo, direcionamento de longo alcance e comunicações resilientes", disse Michael Monteleone, diretor da APNT/Space CFT.

Zephyr, UAV do Exército dos Estados Unidos, está há 36 dias no ar (Imagem: Divulgação/Exército EUA)
Zephyr, UAV do Exército dos Estados Unidos, está há 36 dias no ar (Imagem: Divulgação/Exército EUA)

Segundo o executivo da incorporação, em breve o Zephyr será obrigado a retornar à base, mesmo que ainda tenha bateria suficiente para continuar estabelecendo marcas e quebrando recordes. O motivo? O UAV será lançado nas próximas semanas e viajará pelo Oceano Pacífico para demonstrar uma carga útil de protótipo desenvolvida pelo Army Futures Command (AFC) sobre vários comandos de combate.

Drone vem quebrando recordes há 10 anos

Estabelecer novas marcas não é novidade para o Zephyr. O drone UAV do Exército estadunidense foi projetado para voar acima dos 70.000 pés, mas já chegou a alcançar a marca de 76.100 em um voo sobre a região do Arizona, em 2021. Até hoje, esta marca é recorde em sistemas aéreos não-tripulados.

O UAV foi consntruído pela QinetiQ, mas agora é de propriedade da Airbus. Ele vem quebrando recordes atrás de recordes há pelo menos uma década e, segundo a fabricante de aeronaves, não há um limite de resistência preestabelecido para ele. A empresa afirma que o drone pode voar continuamente "por meses a fio", agindo como um satélite, mas com custo operacional bem mais baixo.

De acordo com a Airbus, a aeronave tem capacidade para vigiar uma fatia de terreno de 20 x 30 km com todos os tipos de instrumentos, ou fornecer cobertura de telecomunicações equivalente a 250 torres de telefonia celular. O Departamento de Defesa do Exército dos EUA agora espera apenas pelas condições climáticas ideiais para trazê-lo de volta para casa com novos e impressionantes recordes "na bagagem".

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos