Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.797,30
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    17.031,64
    +108,69 (+0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Drogas psicotrópicas "reabrem" o cérebro para novos aprendizados, segundo estudo

A comunidade científica já chegou a apontar que o LSD pode reativar a cognição, desde que prescrito e tenha seu uso acompanhado por especialistas. Agora, um novo estudo dinamarquês vem para ressaltar esse potencial, não apenas dessa substância específica, mas também de outras drogas psicotrópicas. Segundo o artigo, elas são capazes de "reabrir" o cérebro para novos aprendizados.

Os pesquisadores apontam que esse tipo de droga (como LSD, MDMA, cogumelo, ketamina) agem nos “períodos críticos”, que são janelas cruciais de desenvolvimento e aprendizado no cérebro que geralmente acontecem na adolescência. Durante períodos críticos, o cérebro é altamente capaz de aprender habilidades específicas, como a linguagem.

Quando essa janela se fecha, fica bem mais difícil adquirir certas habilidades. A pesquisa, realizada em roedores, mostrou que as substâncias reabrem um período crítico de aprendizado social. Havia entre 10 e 15 camundongos em cada grupo (o primeiro submetido às drogas e o segundo não), para avaliar a
socialização dois dias antes e dois dias após a exposição às substâncias.

Drogas psicotrópicas "reabrem" o cérebro para novos aprendizados, segundo estudo (Imagem: imustbedead/Pexels)
Drogas psicotrópicas "reabrem" o cérebro para novos aprendizados, segundo estudo (Imagem: imustbedead/Pexels)

No teste, os roedores foram conduzidos a passar 30 minutos explorando livremente uma gaiola com dois compartimentos, depois confinados com outros camundongos, por um dia. Aqueles que receberam as drogas gastaram, em média, cerca de 20% mais tempo socializando.

Isso sugere essas drogas psicodélicas podem reabrir o período crítico de aprendizado de recompensa social em camundongos. “A ideia de que você pode reabrir um período crítico pode ser útil para todos os tipos de problemas médicos, lesões e distúrbios do desenvolvimento”, afirmam os pesquisadores. Já não é de hoje que a ciência se concentra em estudar os potenciais de psicotrópicos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: