Mercado fechado

Dramaturgo que ofendeu atriz global é o novo secretário da Cultura

Foto: AP Photo/Eraldo Peres

O presidente Jair Bolsonaro definiu o dramaturgo Roberto Alvim para comandar a Secretaria Especial de Cultura. A nomeação foi publicada nesta quinta-feira (07) no Diário Oficial da União.

Em setembro, Alvim foi alvo de críticas quando ofendeu publicamente Fernanda Montenegro, chamando a atriz de “sórdida” em uma rede social. A ofensa veio logo após a atriz posar para uma revista vestida como bruxa, prestes a ser queimada em uma fogueira com livros.

Leia também

Alvim ficou conhecido por fazer um chamado aos “artistas conservadores”. Ele pretendia criar uma “máquina de guerra cultural".

Por apoiar publicamente Jair Bolsonaro, Alvim se dizia perseguido. Por isso, ele acabou se aproximando do governo, recebendo uma ligação do próprio presidente.

O ex-deputado Marcos Soares, filho do missionário R.R Soares, cotado para o posto máximo da pasta, deve ocupar um cargo diretivo no órgão.