Mercado abrirá em 36 mins

Drake vira streamer profissional de batalhas de rap ao vivo

Claudio Yuge

O cantor canadense Drake, que já possui seu próprio canal no serviço de streaming de jogatinas e celebridades Caffeine, assinou um contrato de “parceria exclusiva de vários anos” que prevê, inicialmente, um programa de “batalhas de rap” com transmissão ao vivo em parceria com o Ultimate Rap League — que também faz parte da plataforma.

O acordo vai na onda de outra investida de sucesso do artista com moldes parecidos. Em 2018, Drake se juntou a Tyler "Ninja" Blevins, jogador profissional de Fortnite e, juntos, atingiram um pico de mais de 625 mil espectadores no Twitch, estabelecendo o recorde de visualizações de um stream que não se baseia em um torneio.

Imagem: Reprodução/Caffeine

Drake não é a primeira figura pública a assinar um acordo com a Caffeine. A plataforma, que tem foco em conteúdo interativo que abrange música, jogos e esportes, fez parceria com artistas como Offset e Doja Cat, além de atletas como o grande receptor do Pittsburgh Steelers, JuJu Smith-Schuster, o jogador do Los Angeles Lakers Kyle Kuzma.

Ainda não há mais detalhes sobre a atração, como a previsão de estreia ou os participantes.

Implicações para a indústria

Essa parceria, no entanto, tem implicações maiores para os negócios de transmissão ao vivo, de acordo com Doron Nir, CEO da StreamElements. Embora Drake não seja o primeiro artista a alavancar o poder de uma live, sua decisão de se associar a um serviço de streaming com foco em conteúdo diferente de jogos pode “atrapalhar” a indústria das jogatinas em tempo real — e isso poderia beneficiar a Caffeine, que fica no “meio-termo” entre games e celebridades.

"O acordo com Drake é significativo, não apenas porque ele é um dos maiores artistas desta geração, mas porque ele foi responsável por um dos maiores marcos da transmissão ao vivo quando se juntou a Ninja em um jogo de Fortnite. Se a Caffeine puder possuir o espaço mais amplo de música e entretenimento que não seja de jogos, eles poderão agitar as coisas”, projeta Nir.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: