Mercado abrirá em 7 h 44 min

Dow Jones toca 27 mil pontos com decisão de Trump sobre descontos ajudando setor de saúde

Por Medha Singh
Fachada da Bolsa de Valores de Nova York, em Manhattan

Por Medha Singh

(Reuters) - O Dow Jones tocava 27 mil pontos pela primeira vez e o S&P 500 atingia máximas recordes nesta quinta-feira, impulsionados por ações de tecnologia e saúde, além das elevadas apostas de corte de juros após o depoimento do chairman do Federal Reserve, Jerome Powell.

Às 11:59 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,47%, a 26.986 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,046107%, a 2.994 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,01%, a 8.201 pontos.

Ações de seguradoras de saúde, incluindo a Cigna Corp e a UnitedHealth saltavam 13,74% e 4,74%, respectivamente, enquanto distribuidoras de medicamentos, tais como a McKesson Corp, subiam 3,85% após o governo do presidente Donald Trump retirar uma regra que visa eliminar descontos de medicamentos pelos planos de saúde Medicare.

O índice de saúde, que é o setor do S&P com pior desempenho neste ano, subiu 0,29%.

Powell, que começou seu segundo dia de depoimentos perante o Congresso, disse que o banco central estava pronto para "agir como apropriado" para apoiar o crescimento econômico recorde dos EUA.

As ações de tecnologia subiam 0,30%, proporcionando um grande impulso para os três princiais índices.