Dow Jones registra maior nível desde 22 de outubro

As bolsas de Nova York fecharam em forte alta nesta terça-feira, com o índice Dow Jones em rali pela quinta sessão consecutiva, revertendo as perdas acumuladas desde a eleição e fechando no maior nível desde o dia 22 de outubro. Os investidores comemoraram os sinais de progresso nas negociações para evitar o abismo fiscal nos Estados Unidos e as ações da Apple e da Intel impulsionaram o setor de tecnologia.

O índice Dow Jones subiu 78,56 pontos (0,60%) e fechou a 13.248,44 pontos. O S&P 500 ganhou 9,29 pontos (0,65%), fechando a 1.427,84 pontos. E o Nasdaq teve alta de 35,34 pontos (1,18%), encerrando a sessão a 3.022,30 pontos.

As negociações entre o presidente norte-americano, Barack Obama, e o presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, o republicano John Boehner, parecem ter progredido nos últimos dias. "Tivemos boas notícias dos bastidores das negociações, o que é bom o suficiente para algumas pessoas colocarem seu dinheiro na mesa", disse Phil Orlando, da Federated Investors.

Boehner disse hoje que está "esperançoso e otimista" de que um acordo possa ser alcançado para evitar o abismo fiscal - uma série de reduções nas despesas do governo e aumentos de impostos programada para entrar em vigor no começo do ano que vem.

Já o líder da maioria no Senado, o democrata Harry Reid, disse ser "extremamente difícil" aprovar uma lei para evitar o abismo fiscal no Senado antes do Natal, mas afirmou que uma vez que o acordo for atingido a lei pode se mover no Congresso rapidamente. A afirmação foi feita próxima ao fim da sessão e não afetou os ganhos das bolsas norte-americanas.

O déficit comercial dos EUA ficou em US$ 42,24 bilhões em outubro, segundo divulgou hoje o Departamento do Comércio. O dado veio ligeiramente acima das estimativas de analistas consultados pela Dow Jones, que previam déficit de US$ 42,1 bilhões. Já o déficit de setembro foi revisado para baixo, a US$ 40,28 bilhões, da leitura original de déficit de US$ 41,55 bilhões.

Os estoques no atacado dos EUA aumentaram 0,6% em outubro, em bases mensais, para US$ 497,13 bilhões ajustados sazonalmente, afirmou o Departamento do Comércio. Os economistas tinham previsto uma alta de 0,4% dos estoques. Já as vendas no atacado recuaram 1,2%, para US$ 408,47 bilhões.

No noticiário corporativo, as ações da Apple avançaram 2,2%, após registrarem quedas em quatro sessões consecutivas. Os papéis da Intel subiram 2,8% com a divulgação dos detalhes de um novo processo para a fabricação de chips para celulares. As informações são da Dow Jones.

Carregando...