Dow Jones fecha em queda com "abismo fiscal" e Grécia

As bolsas de Nova York fecharam em direções divergentes nesta segunda-feira. Enquanto os índices Dow Jones e o S&P 500 recuaram, pressionados pelas expectativas sobre a liberação da ajuda à Grécia, o Nasdaq fechou no território positivo, impulsionado pela Cyber Monday, o dia de promoções no comércio online nos EUA.

O Dow Jones perdeu 42,31 pontos (0,33%) e fechou a 12.967,37 pontos. O S&P 500 recuou 2,86 pontos (0,20%), fechando a 1.406,29 pontos. Já o Nasdaq avançou 9,93 pontos (0,33%) e fechou a 2.976,78 pontos. A queda dos dois primeiros índices também se deve, em parte, à realização de lucros, após os fortes ganhos do mercado na semana passada.

Na Europa, os ministros das Finanças da zona do euro e representantes do Banco Central Europeu (BCE) e Fundo Monetário Internacional (FMI) estão reunidos em Bruxelas para finalizar um acordo para liberar uma parcela de ajuda à Grécia no valor inicial de 31,5 bilhões de euros. Apesar dos comentários de diversos ministros indicarem que um acordo estava próximo, no início da noite o encontro ainda não havia terminado, quase dez horas depois do início.

Os investidores também avaliaram os resultados das eleições na Catalunha, realizadas no domingo, que mostraram que o Convergència i Unió (CiU, Convergência e União, em catalão), partido do presidente regional, Artur Mas, perdeu 12 cadeiras no Parlamento catalão, enquanto os partidos pró-separatismo aumentaram seu peso no Legislativo: conseguiram 87 das 135 vagas.

Nos EUA, O Congresso retomou seus trabalhos nesta semana em Washington, após uma parada prolongada devido ao feriado do Dia de Ação de Graças. Mas os legisladores demonstraram frustração com o impasse nas negociações para evitar o chamado "abismo fiscal", uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos programados para entrar em vigor no começo do ano que vem e que podem fazer a economia entrar em recessão.

A agenda de indicadores teve poucos destaques. O Federal Reserve de Chicago informou que o Índice Nacional de Atividade caiu para -0,56 em outubro, de 0,0 em setembro. Um relatório separado mostrou que índice de atividade das empresas medido pelo Fed de Dallas caiu para -2,8 em novembro, de 1,8 em outubro.

"A ação do mercado hoje é uma devolução dos ganhos extremamente fortes do fim da semana passada", comenta Jim McDonald, estrategista-chefe de investimento da Northern Trust Global Investment. "Eu suspeito que nós vamos oscilar um pouco ao redor das notícias sobre as negociações do 'abismo fiscal', e em menor extensão em relação à Grécia", afirma Bill Stone, estrategista da PNC Asset Management Group.

No setor corporativo, as ações de companhias de comércio online registraram ganhos, em função da Cyber Monday, que acontece após a Black Friday, na semana passada. Os gastos dos consumidores durante o fim de semana totalizaram US$ 59,1 bilhões, uma alta anual de 13%, segundo cálculos da Federação Nacional do Varejo.

As vendas online foram o grande destaque. Apenas na sexta-feira,os gastos com compras pela internet cresceram 26% em comparação com o mesmo dia do ano passado, para US$ 1,042 bilhão, superando US$ 1 bilhão pela primeira vez, de acordo com a empresa de análise de dados comScore.

Nesse cenário, as ações da Amazon.com tiveram alta de 1,56% hoje. Já os papéis do e-Bay avançaram 4,88%. No setor de tecnologia, a Apple ganhou 3,15%, após o Citigroup atribuir recomendação "comprar" ao papel. E o Facebook avançou 8,08%, também após ter sua recomendação elevada por um analista.

Entre outros destaques de alta da sessão aparecem Morgan Stanley (+1,10%) e Dow Chemical (+0,71%). No campo negativo as maiores quedas são de American Express (-1,45%) e Coca-Cola (-1,50%). As informações são da Dow Jones.

Carregando...