Dow Jones fecha em queda de 0,3%

Nova York, 7 fev (EFE).- O índice Dow Jones Industrial, o principal de Wall Street, fechou nesta quinta-feira em queda de 0,3%, em um dia marcado pela divulgação de dados divergentes sobre a evolução da economia americana.

O indicador, que reúne 30 das maiores empresas americanas, caiu 42,47 pontos, para 13.944,05. O índice seletivo S&P 500 desceu 0,18% (-2,73 pontos), até os 1.509,39; enquanto o indicador da bolsa eletrônica Nasdaq sofreu queda de 0,11% (-3,35 pontos), até 3.165,13 unidades

O pregão de hoje foi marcado pela divulgação de dados divergentes sobre a economia dos Estados Unidos e pelas notícias do Velho Continente, onde o Banco Central Europeu (BCE) manteve as taxas de juros na zona do euro no mínimo histórico de 0,75%.

Por um lado, os investidores do pregão nova-iorquino viram com preocupação o último relatório sobre a produtividade nos Estados Unidos, que caiu 2% no quarto trimestre, maior queda em quase dois anos.

Por outro, os operadores comemoraram dados melhores do que o esperado sobre o mercado de trabalho nos EUA, já que os pedidos de seguro-desemprego caíram na semana passada em 5.000.

Na Europa, o Conselho do BCE decidiu manter as taxas de juros na zona do euro no mínimo histórico de 0,75% para impulsionar a atividade econômica, como estava previsto.

Salvo o setor de transportes, que fechou com uma pequena alta de 0,04%, o restante dos setores do pregão terminaram o dia com números negativos, liderados pelo energético (-0,97%), saúde (-0,79%), matérias-primas (-0,56%), financeiro (-0,48 %) e tecnológico (-0,03%).

A maioria dos trinta componentes do Dow Jones concluíram a jornada com perdas, liderados por Caterpillar (-1,63%), HP (-1,5%), Pfizer (-1,32%), Exxon Mobil (-1,09%), Intel (-0,86 %) e JPMorgan Chase (-0,78%).

Do lado positivo, destaques para a American Express (2,61%), Coca-Cola (1,57%), Boeing (1,49%), United Techologies (0,65%), Travelers (0,2%) e General Electric (0,18%).

Fora desse índice, a Visa caiu 2,34% um dia após anunciar que faturou US$ 1,2 bilhão no primeiro trimestre do ano fiscal de 2013, crescimento 25,6% anualizado.

Algo parecido ocorreu com o grupo de comunicação News Corp., que desceu 2,34% apesar de ter anunciado na véspera que lucrou US$ 4,6 bilhões no primeiro semestre de seu ano fiscal, mais do que o dobro do ano anterior.

A empresa que edita o jornal "The New York Times" subiu 3,28% após anunciar que lucrou US$ 133 milhões em seu ano fiscal de 2012, ao contrário das perdas do ano anterior, graças à venda do portal About.com.

As ações da Apple no mercado Nasdaq fecharam com alta de 2,98% após ser divulgado que no ano passado a companhia teve uma fração do mercado dos tablets de 58,7%, de um total de 109 milhões de dispositivos vendidos em 2012.

Em outros mercados, o petróleo do Texas caiu para US% 95,75, o ouro desceu para US$ 1.671,7 a onça, o dólar se valorizou em relação ao euro, cotado a US$ 1,3398, e a rentabilidade da dívida americana a dez anos caiu para 1,96%. EFE

Carregando...