Dow Jones fecha em alta de 0,76%

Nova York, 17 dez (EFE).- O índice Dow Jones Industrial, o principal de Wall Street, fechou nesta segunda-feira em alta de 0,76%, estimulado pelos avanços nas negociações sobre o chamado "abismo fiscal" nos Estados Unidos e o bom desempenho do setor financeiro.

Esse indicador, que reúne 30 das maiores empresas americanas, somou 100,38 pontos, para 13.235,39. Já o índice seletivo S&P 500 subiu 1,19% e fechou aos 1.430,36 pontos, e o indicador da bolsa eletrônica Nasdaq avançou 1,32%, para 3.010,60.

Na reta final do pregão, os investidores, que já estavam de bom humor desde a abertura, se mostraram ainda mais confiantes em ir às compras. Isso porque o presidente Barack Obama e o líder da oposição republicana no Congresso, John Boehner, se reuniram hoje por 45 minutos em uma nova tentativa de evitar a combinação de uma abrupta elevação de impostos e drásticos cortes do gastos públicos, o que geraria o chamado "abismo fiscal" depois de 31 de dezembro.

Neste fim de semana, os republicanos cogitaram, pela primeira vez desde que começaram as negociações, um aumento dos impostos às famílias que têm receitas anuais superiores a US$ 1 milhão, em troca de drásticos cortes em despesas e uma ambiciosa reforma dos programas sociais.

A maioria dos 30 componentes do Dow Jones fechou o pregão com números azuis, principalmente os do ramo financeiro: Bank of America (3,97%) e JPMorgan Chase (2,01%). Também tiveram alta significativa os títulos de Home Depot (1,57%), General Electric (1,43%) e Cisco (1,26%).

Já as principais quedas foram de Hewlett-Packard (-3,66%), Coca-Cola (-0,42%) e Verizon (-0,2%).

Em outros mercados, o preço do ouro subiu para US$ 1.698,90 a onça, e a rentabilidade da dívida pública americana a 10 anos subia para 1,77%. EFE

Carregando...