Dow Jones fecha em alta de 0,11%

Nova York, 10 dez (EFE).- - O índice Dow Jones Industrial, o principal de Wall Street, fechou nesta segunda-feira em alta de 0,11%, estimulado pela alta do setor tecnológico, embora a Apple tenha continuado em queda.

Segundo dados provisórios, esse indicador, que reúne 30 das maiores empresas americanas, somou 14,75 pontos, para 13.169,88. Já o índice seletivo S&P 500 subiu 0,03%, até os 1.418,55 pontos, e o indicador da bolsa eletrônica Nasdaq avançou 0,3%, para 2.986,96 pontos.

Em um pregão no qual não foram divulgados dados macroeconômicos de relevância nos EUA, não pareceu ter grande impacto sobre o rumo de Wall Street a conferência feita pelo presidente americano, Barack Obama, em uma fábrica de automóveis nos arredores de Detroit (Michigan).

O que influenciou os investidores foi o lucro do setor tecnológico (0,34%), mais concretamente da Hewlett-Packard, que liderou as altas do Dow Jones com 2,55%, após ser ventilada a possibilidade do famoso investidor Carl Icahn participar da companhia.

No entanto, a Apple tomou direção contrária e voltou a descer (-0,64%), desta vez após a Jefferies rebaixar o preço previsto de suas ações.

Wall Street conseguiu se distanciar das perdas registradas nos primeiros minutos das contratações, quando foi contagiada pela tendência negativa das bolsas europeias, depois que o chefe do Governo italiano, Mario Monti, ter anunciado no sábado que apresentará sua renúncia irrevogável após a aprovação do orçamento.

Os componentes do Dow Jones ficaram totalmente divididos entre lucro e quedas: do lado positivo destaques, além da HP, para as tecnológicas Cisco (2,35%) e Microsoft (1,83%), a aeronáutica Boeing (1,19%) e a cadeia de fast-food McDonald's (1,05%), que apresentou vendas mensais melhores do que o previsto.

No lado negativo caíram a cadeia de lojas para o lar Home Depot (-2,19%), a operadora Verizon (-0,86%) e os bancos Bank of America (-0,61%) e JPMorgan Chase (-0,59%).

Fora desse índice, a seguradora AIG caiu 2,26% num dia em que anunciou a venda de 90% de sua divisão de aluguel de aviões a um consórcio chinês por quase US$ 4,8 bilhões, mais um passo em seu plano de se desfazer de ativos não essenciais após seu resgate durante a crise de 2008.

Em outros mercados, o petróleo do Texas caiu para US$ 85,56 por barril, o ouro subiu até US$ 1.714,4 a onça, o dólar se desvalorizou em relação ao euro, cotado a US$ 1,2943, e a rentabilidade da dívida pública americano a 10 anos retrocedia para 1,62%. EFE

Carregando...