Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.786,30
    +2.407,38 (+2,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.736,48
    +469,28 (+1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,03
    +0,12 (+0,27%)
     
  • OURO

    1.806,90
    +2,30 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    19.120,46
    +0,15 (+0,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    380,66
    +10,91 (+2,95%)
     
  • S&P500

    3.635,41
    +57,82 (+1,62%)
     
  • DOW JONES

    30.046,24
    +454,97 (+1,54%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.588,20
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    26.677,47
    +511,88 (+1,96%)
     
  • NASDAQ

    12.152,75
    +76,75 (+0,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4013
    +0,0044 (+0,07%)
     

Dow Jones e S&P 500 caem com aumento de casos de Covid-19

Por Medha Singh e Shivani Kumaresan
·2 minuto de leitura
.
.

Por Medha Singh e Shivani Kumaresan

(Reuters) - Os índices S&P 500 e Dow Jones caíam nesta quinta-feira, com o aumento das infecções por coronavírus nos Estados Unidos e investidores ponderando o cronograma do lançamento em massa de uma vacina eficaz contra a Covid-19.

Nova York se tornou o mais recente Estado a adotar restrições sociais na quarta-feira, quando as novas infecções nos Estados Unidos ficaram acima de 100 mil pelo oitavo dia consecutivo.

O Dow Jones, de blue-chips, caía, já que empresas industriais e financeiras sensíveis ao crescimento econômico perdiam valor. Boeing Co e Goldman Sachs recuavam 2% cada.

Companhias aéreas e operadoras de cruzeiros, entre as mais atingidas pela pandemia, também viam queda em suas ações. O índice S&P 1500 de companhias aéreas recuava 1%, enquanto Royal Caribbean Cruises Ltd descia 3,5% e Carnival Corp devolvia 5,7%.

"Com vários dos catalisadores do início de novembro fora do caminho, o mercado parece estar expressando preocupação com algumas das tendências da Covid no curto prazo", disse Yousef Abbasi, estrategista de mercado global no StoneX Group Inc, em Nova York.

Os três principais índices de Wall Street subiram entre 8% e 11% em menos de duas semanas, com perspectivas de limitada regulamentação da indústria por um Congresso potencialmente dividido, bem como por informações encorajadoras a respeito de um teste de vacina contra o coronavírus em estágio final.

Do lado macro, relatório do Departamento do Trabalho mostrou que os pedidos de auxílio-desemprego dos EUA caíram para o menor valor em sete meses na semana passada, mas o ritmo de recuperação do emprego desacelerou à medida que o estímulo fiscal diminuiu.

Às 13:25 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,44%, a 29.267 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,137153%, a 3.568 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,32%, a 11.824 pontos.