Mercado abrirá em 9 h 16 min
  • BOVESPA

    110.672,76
    -3.755,42 (-3,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.402,73
    -283,30 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,53
    -0,43 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.771,10
    +0,60 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    63.876,39
    +2.146,12 (+3,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.479,85
    +16,49 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.519,63
    +33,17 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    35.457,31
    +198,70 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.217,53
    +13,70 (+0,19%)
     
  • HANG SENG

    26.029,16
    +241,95 (+0,94%)
     
  • NIKKEI

    29.313,11
    +97,59 (+0,33%)
     
  • NASDAQ

    15.377,00
    -21,50 (-0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5107
    +0,0145 (+0,22%)
     

Dose de reforço de vacina da J&J previne casos graves de Covid

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Uma dose de reforço da vacina da Johnson & Johnson contra a Covid-19 oferece proteção de 100% para evitar casos graves quando administrada dois meses após a primeira injeção, segundo dados amplamente aguardados.

Most Read from Bloomberg

O reforço mostrou 94% de eficácia na prevenção de infecções sintomáticas de Covid no grupo de ensaio dos EUA de fase III e de 75% no geral quando administrado 56 dias após a dose inicial, disse a empresa em comunicado. Um segundo estudo revelou que a dose adicional multiplicou por 12 a produção de anticorpos contra a Covid quando administrada seis meses após a primeira.

Muitos países desenvolvidos agora recorrem a doses de reforço para resolver o problema da menor proteção proporcionada por algumas vacinas ao longo do tempo e para combater a propagação da variante delta, que é mais transmissível e tem provocado novos surtos no mundo todo. A aplicação de doses de reforço levanta questões sobre o nível de proteção proporcionado pelos imunizantes existentes e distribuição equitativa das vacinas atualmente disponíveis.

“Nossa vacina de dose única gera fortes respostas imunológicas e memória imunológica de longa duração”, disse Mathai Mammen, diretor global de pesquisa e desenvolvimento da unidade de medicamentos Janssen, da Johnson & Johnson, no comunicado. “Quando um reforço da vacina Johnson & Johnson é aplicado, o grau de proteção contra a Covid-19 aumenta ainda mais.”

O período entre a dose inicial e o reforço foi significativo, segundo a pesquisa. Quando a segunda dose foi administrada dois meses após a primeira injeção, elevou de quatro a seis vezes os níveis de anticorpos, menos do que o ganho de 12 vezes observado quando administrada seis meses após a injeção inicial.

A maioria dos americanos imunizados recebeu vacinas de RNA mensageiro de duas doses da Pfizer-BioNTech ou da Moderna, e um grupo menor foi vacinado com a dose única da J&J.

Decisão

A FDA, que regula alimentos e fármacos nos EUA, está perto de uma decisão sobre a aplicação de uma terceira dose da vacina Pfizer-BioNTech para pessoas vulneráveis que já receberam duas doses. Em 17 de setembro, um painel de consultores da FDA rejeitou a proposta da Pfizer de recomendar uma terceira dose para todos os adultos e aprovou o reforço apenas para pessoas de alto risco, incluindo indivíduos com 65 anos ou mais. A agência, que não tem que seguir o conselho do painel, deve tomar uma decisão dentro de alguns dias.

No comunicado, a J&J também disse que uma única dose de sua vacina forneceu forte proteção que permaneceu estável até julho. O estudo do mundo real comparou 390 mil pessoas nos Estados Unidos que receberam a vacina da J&J com 1,5 milhão que não foram vacinadas.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos