Mercado fechado

Doria propõe idade mínima de aposentadoria para servidor de SP

LAÍSA DALL'AGNOL
**ARQUIVO** SÃO PAULO, SP, 08.11.2019 - João Doria, (PSDB) governador de São Paulo. (Foto: Roberto Casimiro /Fotoarena/Folhapress) ORG XMIT: 1827732

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta-feira (8) uma proposta com novas regras de aposentadoria para os servidores públicos do estado de São Paulo.

Parte da reforma previdenciária do funcionalismo paulista seguirá os moldes das regras a serem adotadas na União, instituindo idade mínima nas aposentadorias, de 65 anos, para homens, e de 62 anos, para mulheres.

Hoje os servidores paulistas podem requerer o benefício ao completar 30 anos de contribuição, com exceção das categorias que possuem regras especiais, como professores e policias. 

O projeto apresentado pelo governo será encaminhado para a Assembleia Legislativa de São Paulo na próxima terça-feira (12).

A data escolhida é a mesma em que será realizada no Congresso Nacional a cerimônia de promulgação da PEC (proposta de emenda à Constituição) que muda as aposentadorias de servidores da União e dos trabalhadores do setor privado.

Entre as mudanças propostas pelo governador para os servidores paulistas está o aumento da alíquota de contribuição de 11% para 14% sobre os salários. Nesse ponto, a reforma estadual utiliza o modelo que já existe na Prefeitura de São Paulo.

A reforma previdenciária estadual também prevê a elevação de, 22% para 28%, da alíquota de contribuição realizada pelo governo.