Mercado fechado

Doria anuncia reabertura na Grande SP e restrição maior no interior

Valor

Enquanto o litoral e o entorno da capital avançam na flexibilização da quarentena, regiões de Ribeirão Preto, Barretos e Presidente Prudente passaram à zona mais restrita O governo João Doria (PSDB) anunciou uma ampliação no período de quarentena no Estado de São Paulo de 15 para 28 de junho. O plano prevê uma flexibilização gradual das medidas de isolamento.

Segundo o governo estadual, Grande São Paulo, litoral e Vale do Ribeira avançaram uma fase e poderão abrir comércio a partir de segunda-feira. Por outro lado, as regiões de Ribeirão Preto, Barretos e Presidente Prudente passaram à zona mais restrita da quarentena, a vermelha, que autoriza apenas o funcionamento de atividades essenciais. Nessas regiões do interior, houve crescimento de internações e óbitos.

A capital permanece na área laranja, na classificação de cinco fases do governo: vermelha, laranja, amarela, verde e azul. Na primeira, há restrição total, que vai desaparecendo gradualmente até chegar na fase azul, de abertura.

O governador João Doria anunciou nova fase de flexibilização da quarentena

Governo de São Paulo

O anúncio foi feito no Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi (zona oeste), durante entrevista coletiva sobre medidas relacionadas ao coronavírus.

"Será uma retomada consciente da economia por fases e por regiões conforme prevê o plano São Paulo, com cuidado, com segurança e dentro dos limites determinados pela ciência e pela medicina e dessa orientação nós não nos afastaremos", disse Doria.

O número de mortes pelo coronavírus no estado de São Paulo bateu recorde pelo segundo dia seguido nesta quarta-feira com 340 casos em 24h. Com isso, são 9.862 vidas perdidas no estado, e 156.316 infectados.

(Com informações de Folhapress e G1)