Mercado fechado
  • BOVESPA

    99.605,54
    -1.411,42 (-1,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.001,31
    -244,55 (-0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,81
    -0,76 (-1,92%)
     
  • OURO

    1.907,50
    -4,40 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    13.656,48
    -24,26 (-0,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    270,32
    +9,03 (+3,46%)
     
  • S&P500

    3.390,68
    -10,29 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    27.463,19
    -222,19 (-0,80%)
     
  • FTSE

    5.728,99
    -63,02 (-1,09%)
     
  • HANG SENG

    24.787,19
    -131,59 (-0,53%)
     
  • NIKKEI

    23.485,80
    -8,54 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    11.534,00
    -54,00 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7181
    +0,0776 (+1,17%)
     

Trump é vaiado em velório da juíza Ginsburg na Suprema Corte: "votem para tirá-lo"

·2 minutos de leitura
O presidente de Estados Unidos, Donald Trump, e a primeira-dama Melania Trump na Suprema Corte em homenagem à juíza Ruth Bader Ginsburg
O presidente de Estados Unidos, Donald Trump, e a primeira-dama Melania Trump na Suprema Corte em homenagem à juíza Ruth Bader Ginsburg

Um grupo de manifestantes em frente à Suprema Corte dos Estados Unidos, para homenagear a falecida juíza progressista Ruth Bader Ginsburg, vaiou nesta quinta-feira (24) o presidente Donald Trump, que compareceu para prestar respeito à magistrada.

Antes que Trump saísse de seu veículo, a multidão o recebeu com vaias e gritando "votem para tirá-lo", em referência às eleições de 3 de novembro, e "honrem seu desejo", em alusão à última vontade de Ginsburg, que pediu que o governo vencedor das eleições nomeie seu sucessor.

Leia também:

Trump chegou ao local por volta das 10h (11h em Brasília), acompanhado da primeira-dama Melania, ambos com máscara preta.

Fizeram um minuto de silêncio e saíram rapidamente. Poucos minutos depois, já estavam de volta à Casa Branca.

Este deslocamento é incomum por parte do presidente, que nunca participa das homenagens de personalidades que não são de seu campo político.

O presidente anunciou que vai nomear a sucessora de Ginsburg para a Suprema Corte antes das acirradas eleições de novembro, provocando indignação na oposição democrata.

"Acho que tudo vai correr muito bem, que será muito rápido", disse Trump à Fox Radio nesta quinta-feira.

"Temos cinco mulheres na lista, e gosto de todas", acrescentou o presidente, que já antecipou que entre as finalistas está a magistrada conservadora Bárbara Lagoa, uma juíza de Miami de origem cubana.

Até a morte de Ginsburg, os conservadores tinham uma maioria de cinco contra quatro votos no tribunal que decide sobre questões da vida dos americanos, como o direito ao porte de armas, o direito ao aborto, mas também lida com assuntos migratórios e questões como o acesso à saúde.

***Da AFP