Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.750,22
    +1.458,62 (+1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.646,03
    -288,18 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,09
    +0,45 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.842,00
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    19.098,89
    +50,60 (+0,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    365,19
    -14,05 (-3,71%)
     
  • S&P500

    3.699,12
    +32,40 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.218,26
    +248,74 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.550,23
    +59,96 (+0,92%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.509,25
    +47,00 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2497
    +0,0137 (+0,22%)
     

Donald Trump garante que só vai declarar um vencedor ‘quando houver vitória’

·1 minuto de leitura
President Donald Trump smiles at supporters after a campaign rally at Gerald R. Ford International Airport, early Tuesday, Nov. 3, 2020, in Grand Rapids, Mich. (AP Photo/Evan Vucci)
Trump havia dito a pessoas próximas que pensava em se declarar vencedor, mesmo antes do fim da apuração (Foto: AP Photo/Evan Vucci)

No dia da eleição nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump afirmou que só vai declarar vitória “quando houver vitória”. A fala do presidente foi feita em entrevista ao programa Fox & Friends. O republicano é candidato à reeleição.

Questionado sobre em que momento reconheceria uma possível vitória, o mandatário dos EUA afirmou que “quando houver vitória, se houver vitória. Eu acredito que haverá uma vitória”. Trump complementou dizendo que “não há razão para jogar”.

A declaração foi dada dois dias depois de o site Axios publicar que Trump afirmou a pessoas próximas que pensava em se declarar vencedor, caso os primeiros resultados mostrassem que o republicano tinha vantagem.

Trump ainda disse que considera que tem uma chance “muito sólida de vencer” o pleito, mesmo estando atrás do candidato democrata, Joe Biden, nas pesquisas.

“Temos uma chance muito sólida de vencer. Eu não sei quais são as chances, os percentuais, mas acredito que temos uma chance muito sólida de vitória”, completou.

Leia também

Nos Estados Unidos, pelo alto número de votos antecipados e feitos pelos correios, o resultado da eleição pode demorar para ser apurado. Quase 100 milhões de pessoas registraram suas preferências antes desta terça-feira, índice que corresponde a 72% dos votos feitos em 2016.

Na última segunda-feira, 2, Joe Biden, oponente de Trump, disse que o republicano “não irá roubar esta eleição".