Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    60.688,15
    -1.137,45 (-1,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Dona da Volvo quer colocar ações da montadora à venda; veja o motivo

·2 minuto de leitura

A Geely, montadora chinesa dona da Volvo, quer avançar no processo da total eletrificação de seus carros. Para isso, a empresa pretende lançar a montadora sueca em uma IPO para arrecadar fundos. Além disso, a Polestar, outra marca pertencente ao grupo, também deve entrar no esquema, o que deve render a quantia de US$ 2,86 bilhões em novas ações, mais do que a própria Geely pagou pela Volvo em 2010 — US$ 1,8 bilhão.

A Polestar é a divisão de carros esportivos da Volvo, comumente vistos em competições e modelos bem restritos e luxuosos. Recentemente, a montadora sueca passou a utilizar a marca como parte de sua linha de carros híbridos plug-in, como o Volvo S60 Polestar, já avaliado aqui pelo Canaltech. Hoje, a Polestar trabalha apenas com veículos 100% elétricos e, como se tornou um player de nicho, veio a calhar a ideia de colocar ações à venda para o público.

Recentemente, a sueca chegou a anunciar que fabricaria apenas carros elétricos até 2030. Mas, para conseguir antecipar esse prazo, terá de levantar mais recursos. A melhor estratégia encontrada pela Geely, então, é comercializar os papéis da Volvo para, então, se adquear às mudanças nas legislações europeias, que ficarão cada vez mais rígidas quando o assunto é emissão de poluentes. No caso específico dos suecos, a estratégia será global, incluindo o Brasil, um dos primeiros países a receber o primeiro carro 100% elétrico da marca, o Volvo XC40 Pure Electric.

O XC40 Pure Electric é o primeiro carro 100% elétrico da Volvo (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
O XC40 Pure Electric é o primeiro carro 100% elétrico da Volvo (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

A Polestar atualmente é avaliada em US$ 20 bilhões. Caso a oferta pública de ações funcione como planejado pela Geely, a marca esportiva pode passar a valer US$ 25 bilhões.

Novos elétricos chegando ao Brasil

A Volvo segue firme em sua estratégia de ser uma empresa que trabalha apenas com carros elétricos. Para isso, já confirmou que dois novos modelos zero emissão desembarcarão no Brasil no próximos meses: o SUV coupé C40, derivado do mencionado XC40; e o SUV compacto XC30.

O Volvo XC40 Pure Electric está em pré-venda no mercado brasileiro por R$ 389.950. Os compradores desse período vão ganhar uma wallbox para carregamento do carro, além da instalação. A Volvo avisa que o primeiro lote já está esgotado e que uma segunda leva com mais unidades está disponível.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos