Mercado fechará em 5 h 57 min
  • BOVESPA

    124.827,82
    -847,51 (-0,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.407,60
    -227,00 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,77
    +0,15 (+0,20%)
     
  • OURO

    1.829,60
    -6,20 (-0,34%)
     
  • BTC-USD

    38.881,69
    -1.016,53 (-2,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    922,67
    -27,23 (-2,87%)
     
  • S&P500

    4.407,17
    -11,98 (-0,27%)
     
  • DOW JONES

    35.052,35
    -32,18 (-0,09%)
     
  • FTSE

    7.049,05
    -29,37 (-0,41%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.942,25
    -95,50 (-0,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0422
    +0,0017 (+0,03%)
     

Dominância do Bitcoin aumenta em meio à queda das altcoins

·2 minuto de leitura

Em meio à queda do Bitcoin, o resto do criptomercado também está sofrendo com um banho de sangue. Com as altcoins muitas vezes acompanhando o movimento do Bitcoin, a situação não está boa para muitos investidores que diversificaram seus portfólios com moedas alternativas.

Com isso, temos um criptomercado bem vermelho, como é o caso do Ethereum, ou então quedas maiores, como a Binance Coin, que acumula perdas de 10%.

Como sempre acontece neste tipo de situação, a participação do Bitcoin no mercado acabou subindo.

Mesmo com o preço do Bitcoin caindo e testando o suporte de US$ 30 mil, a sua dominância vem subindo, atingindo o valor mais alto durante o mês. Isso é um sinal claro de que o mercado de altcoins está em apuros, com perdas grandiosas para as moedas de capitalização menor.

Apesar de estar em queda, o Bitcoin não parece estar caindo sem lutar. A pressão de compra chegou a aparecer algumas vezes, levando a moeda para uma recuperação de próxima dos US$ 35 mil, mas infelizmente, o FUD da China voltou a exercer pressão de venda e a moeda encostou nos US$ 30 mil, o preço mais baixo desde o começo de junho.

Com a dominância do Bitcoin indo para a 47,38%, esse é o valor mais alto da participação do Bitcoin no mercado desde o começo de maio. Novamente, isso é um claro sinal de que o mercado de altcoins está sofrendo mais do que o Bitcoin, o que pode ser um sinal bem negativo sobre o sentimento do mercado de forma geral.

Mas a dominância do Bitcoin ainda é apenas parte do que era no começo do ano. Em janeiro de 2021 a dominância do Bitcoin marcava mais de 70%.

E sempre que temos um momento de grande queda do Bitcoin, muitos começam a ficar de olho no histórico da moeda digital para tentar encontrar padrões similares ao que aconteceu antes.

E, como é de se esperar, temos um momento de grande queda da dominância do Bitcoin entre 2017 e 2018.

No entanto, vale ressaltar que a dominância das altcoins no período se manteve por um bom tempo antes de começar a cair em oposição ao aumento da do Bitcoin. Quando a dominância do BTC começou a aumentar, foi quando o preço começou a se recuperar e eventualmente saiu dos US$ 3 mil para mais próximo dos US$ 13 mil.

Ficar de olho na dominância do Bitcoin é uma métrica importante para muitos analistas gráficos. E esse aumento recentemente é interessante, afinal, a história pode não se repetir, mas ela pode rimar, como dizia Mark Twain.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos