Mercado fechará em 3 h 50 min
  • BOVESPA

    108.754,78
    +1.375,86 (+1,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.494,32
    +227,12 (+0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,57
    +1,51 (+3,51%)
     
  • OURO

    1.802,90
    -34,90 (-1,90%)
     
  • BTC-USD

    19.335,23
    +883,27 (+4,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    381,30
    +11,55 (+3,12%)
     
  • S&P500

    3.608,35
    +30,76 (+0,86%)
     
  • DOW JONES

    29.942,60
    +351,33 (+1,19%)
     
  • FTSE

    6.417,11
    +83,27 (+1,31%)
     
  • HANG SENG

    26.588,20
    +102,00 (+0,39%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    11.923,25
    +18,00 (+0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4084
    -0,0319 (-0,50%)
     

Dome realça 'felicidade' dos jogadores e suaviza peso do duelo contra o Inter: 'Não vai acabar o Brasileiro'

LANCE!
·2 minuto de leitura


O Flamengo cumpriu a sua missão de encerrar a fase de grupos da Libertadores como líder do Grupo A. Jogando por um empate, o time de Domènec Torrent venceu o Junior Barranquilla por 3 a 1, nesta quarta, no Maracanã. E o treinador destacou a adaptação e maior compreensão quanto ao futebol brasileiro, realçando ainda que os atletas "estão felizes em campo".

- Depois de três meses, estamos melhores, compreendemos melhor o Brasileiro, as dificuldades de jogar a cada dois, três dias. Agora estamos mais confortáveis com o elenco, e eles conosco. Compreendem melhor. Não é fácil mudar quando ganharam quase tudo. Disse que precisávamos de tempo, principalmente sendo estrangeiro. Treinamos muito poucos dias, mas estamos felizes porque o time está evoluindo, melhorando. Estão felizes em campo.

- Já tinha experiência em mata-mata. É importante não sofrer gol. Hoje sofremos. Só não estamos felizes com isso. Vamos trabalhar muito duro, sei a importância de não levar gol em competições assim - completou Torrent.

SEQUÊNCIA VAI TER ARRASCA? E RODRIGO CAIO?

Dome ainda completou a respeito da dura sequência de partidas em outubro (ao todo, são nove jogos no mês):

- Temos que celebrar e já treinar amanhã. Serão partidas difíceis, contra os primeiros colocados (Inter, São Paulo e Atlético-MG). Ainda tem a Copa (do Brasil) contra o Athletico (dia 28, em Curitiba). Vamos pensar partida a partida. O mais importante é o próximo, o Internacional. Vamos tentar montar o melhor time possível - salientou, emendando sobre as condições físicas de Arrascaeta e Rodrigo Caio, ainda dúvidas para o confronto em Porto Alegre, neste domingo:

- Ainda não tenho certeza. Temos que falar com a equipe médica do Flamengo. O Arrasca está mais perto do que o Rodrigo.

Agora, o Fla, que encerrou esta fase com 15 pontos e aguarda o chaveamento das oitavas, volta os holofotes para o Brasileiro. O próximo duelo será contra o Internacional, às 18h15 deste domingo, no Beira-Rio, pela 18ª rodada. Estará em jogo a liderança - por isso, hoje, Dome escalou um time alternativo.

- Quando digo que é passo a passo, o mais importante é o Internacional. Mas não acabará o campeonato, nem se ganharmos nem se perdemos. São três pontos importantes, porque estamos empatados na classificação. Mas não vai acabar o Brasileiro. Não estamos nem na metade - finalizou o catalão.