Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.476,40
    +534,40 (+2,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Dois diretores de empresa brasileira de investimentos verdes são condenados em Londres

Por Kirstin Ridley

LONDRES (Reuters) - Dois diretores de empresas por trás de um esquema fraudulento de investimento verde no Brasil foram condenados na terça-feira por um júri de Londres por fraudar cerca de 2 mil investidores de cerca de 37 milhões de libras (47 milhões de dólares).

Andrew Skeene e Omari Bowers foram considerados culpados de três acusações de conspiração de fraude e uma de má conduta durante a liquidação de uma empresa em Londres, disse o Escritório de Fraudes Graves do Reino Unido (SFO).

A data da sentença deve ser definida na quarta-feira.

Timur Rustem, sócio-gerente do escritório de advocacia Rustem Guardian que representa Skeene, se disse desapontado com o veredicto e que seu cliente considera um recurso. Um advogado de Bowers não estava imediatamente disponível para comentar.

Os dois homens apresentaram a Global Forestry Investments, que estabeleceu três esquemas brasileiros de investimento em árvores de teca, como um esquema de investimento para proteger a floresta amazônica e apoiar comunidades locais.

Mas a diretora do SFO, Lisa Osofsky, disse que uma investigação de sete anos expôs uma intrincada rede de transferências de dinheiro, documentos falsos e identidades inventadas usadas para "enganar pensionistas e poupadores de seu dinheiro sob o falso pretexto de proteção ambiental".

O SFO, que disse que sua equipe viajou ao Brasil duas vezes durante a investigação e agradeceu ao Ministério Público Federal brasileiro e outros órgãos pela ajuda durante a investigação.

Bowers e Skeene dizem em sua página do LinkedIn que cofundaram a Global Forestry Investments há cerca de 15 anos, comprando terras no Brasil para o "plantio e colheita sustentável de árvores de teca para fins de investimento".

A empresa afirmava ter escritórios em São Paulo, Londres, Dubai e Abu Dhabi.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos