Mercado abrirá em 2 h 30 min
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,74 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,52
    +3,37 (+4,94%)
     
  • OURO

    1.800,80
    +12,70 (+0,71%)
     
  • BTC-USD

    57.386,71
    +3.082,41 (+5,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.434,26
    -21,15 (-1,45%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,06 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.114,23
    +70,20 (+1,00%)
     
  • HANG SENG

    23.852,24
    -228,28 (-0,95%)
     
  • NIKKEI

    28.283,92
    -467,70 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.203,75
    +152,75 (+0,95%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2887
    -0,0598 (-0,94%)
     

Conheça o DogPhone, o celular feito para cachorros

·2 min de leitura
  • Aparelho permite que o cachorro faça e receba chamadas de vídeo

  • O dispositivo não se encontra e nem será disponibilizado para venda

  • “Celular” foi criado para estudar a forma que os cachorros interagem com a tecnologia

Existe uma variedade de aparelhos inteligentes criado para dar aos seres humanos mais controle sobre seus lares e sobre o que está acontecendo com seus animais de estimação quando eles estão sozinhos em casa.

Muito menos atenção foi dada até hoje em dar aos próprios animais controle sobre como eles interagem com a tecnologia. O DogPhone - que não foi desenvolvido para uso comercial - foi inventado como uma forma de estudar a forma como os cães vivenciam a tecnologia.

Leia também:

O DogPhone

Desenvolvido pela Dra. Ilyena Hirskyj-Douglas, uma pesquisadora da Universidade de Glasgow, na Escócia, e Zack, seu labrador de 10 anos, o DogPhone é composto de uma pequena bola equipada com um sensor que se conecta a um laptop.

Quando um cão move a bola, o "telefone" inicia uma chamada de vídeo para o dono (mover a bola também funciona para atender uma chamada, se o cão estiver disposto).

Ao criar o protótipo do dispositivo, Hirskyj-Douglas diz em um vídeo do YouTube que procurou melhorar e estudar a experiência do usuário para cães, especialmente considerando quantos foram adotados durante a quarentena de COVID-19, que viu todo mundo pegando um animal de estimação.

“Já faz um bom tempo que estou construindo dispositivos para o meu e outros cachorros”, diz Hirskyj-Douglas no vídeo. “Acho que muitos desses dispositivos são realmente importantes para dar aos cães escolhas ou opções de fazer coisas por seus próprios motivos.

Reação do cachorro

Embora Hirskyj-Douglas diga que foi "muito emocionante" receber chamadas de vídeo de Zack inicialmente, eventualmente ele a começou a ignorá-la por não querer falar o tempo todo, o que a fez sentir-se nervosa por pensar que algo estava errado em casa.

“Fiquei um pouco mais ansiosa perto do final, porque às vezes eu não recebia uma vídeo chamada ou ele não me ligava durante o dia, e eu pensava: 'Oh, ele geralmente me liga a esta hora" ela disse.

Os cães entendem o que estão fazendo quando fazem uma vídeo chamada? Eles experimentam um desejo de "checar" seus humanos quando não estão por perto, ou eles estão contentes o suficiente para apenas sair com a gente quando estamos lá pessoalmente? Eles preferem iOS ou Android? Por enquanto, o DogPhone faz muito mais perguntas do que respostas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos