Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.541,95
    -1.079,62 (-1,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.524,45
    -537,16 (-1,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    106,10
    +0,34 (+0,32%)
     
  • OURO

    1.805,20
    -2,10 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    20.402,00
    +367,77 (+1,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    436,25
    +4,78 (+1,11%)
     
  • S&P500

    3.785,38
    -33,45 (-0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.775,43
    -253,88 (-0,82%)
     
  • FTSE

    7.169,28
    -143,04 (-1,96%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    26.273,25
    -119,79 (-0,45%)
     
  • NASDAQ

    11.491,50
    -38,00 (-0,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4973
    -0,0083 (-0,15%)
     

DJI lança novos estabilizadores e transmissor para uso profissional

A DJI acaba de atualizar a sua linha de acessórios para cineastas e outros profissionais que realizam produção de conteúdo audiovisual. Além dos novos estabilizadores RS 3 e RS 3 Pro, a marca também mostrou o novo sistema DJI Transmission de retorno remoto em grande alcance.

DJI RS 3 e RS 3 Pro

DJI RS 3 oferece até 20% mais performance de estabilização (Imagem: Divulgação/DJI)
DJI RS 3 oferece até 20% mais performance de estabilização (Imagem: Divulgação/DJI)

Os novos estabilizadores são atualizações do modelo RSC 2 apresentado em 2020. É uma solução parecida com a que é vista na câmera Ronin 4 do ano passado, em que os mecanismos de trava dos estabilizadores são desativados automaticamente assim que o gimbal é ligado — dessa forma, é possível iniciar a ação de maneira praticamente instantânea, além de dispensar a necessidade de um rebalanceamento dos braços entre cada cena.

De acordo com o que foi informado pela DJI, o RS 3 é capaz de oferecer até 20% mais performance de estabilização em comparação com o RSC 2. Ou seja, as mudanças mais significativas serão sentidas em gravações de maior ação, como perseguições, veículos em movimento ou ângulos mais próximos do solo.

O DJI RS 3 ainda oferece um modo SuperSmooth para estabilização máxima em câmeras com muita aproximação, mesmo com lentes de até 100 mm. Também é possível iniciar gravações de forma distante da ação por meio de pareamento Bluetooth, com botão próprio de obturador.

Tela integrada tem 1,8 polegada do RS 3 (Imagem: Divulgação/DJI)
Tela integrada tem 1,8 polegada do RS 3 (Imagem: Divulgação/DJI)

O produto traz uma pequena tela OLED de 1,8 polegada, que serve para ajustes de enquadramento, foco e outras configurações. Por meio dela, também é possível alterar parâmetros do estabilizador de forma mais intuitiva, sem a necessidade do aplicativo Ronin para smartphones.

A construção do estabilizador abriga uma bateria capaz de oferecer uma autonomia de 12 horas, ou seja, um pouco mais baixa em comparação com as 14 horas do RSC 2. Mesmo assim, ainda é tempo suficiente para a gravação de muitos conteúdos, e o carregamento PD de 18 W garantirá que a carga seja restabelecida em um intervalo menor.

Versão Pro aguenta equipamentos mais pesados (Imagem: Divulgação/DJI)
Versão Pro aguenta equipamentos mais pesados (Imagem: Divulgação/DJI)

Uma das principais diferenças da versão Pro está em seu tamanho e peso suportado: ele pode carregar equipamentos de até 4,5 kg, enquanto o RS 3 padrão é limitado a 3 kg. Mesmo assim, a construção do produto avançado permanece em 1,5 Kg, apenas 0,2 kg mais pesado em comparação com o modelo base.

Além disso, o RS 3 Pro é o único a trazer sensores LiDAR semelhantes aos que estão presentes na Ronin 4D. Há ainda o DJI LiDAR Range Finder que transforma lentes manuais em componentes com foco automático, enquanto o ActiveTrack Pro mantém o foco correto em cenas mais movimentadas e complexas.

DJI Transmission

Display pode funcionar a uma distância de até seis quilômetros (Imagem: Divulgação/DJI)
Display pode funcionar a uma distância de até seis quilômetros (Imagem: Divulgação/DJI)

A nova solução da DJI também traz forte inspiração na câmera Ronin 4D: trata-se do DJI Transmission, um conjunto de emissor + receptor capaz de fazer com que imagens sejam transmitidas para um monitor distante da ação, em tempo real.

A tela tem 7 polegadas, com um brilho máximo de 1.500 nits que deverá ser suficiente para uma experiência confortável em estúdios claros ou mesmo uso externo. O transmissor funciona em frequências de 2,4 a 5,8 GHz, capaz de enviar imagens em 1080p e 60 fps a uma distância de até 6 km, também com retorno de áudio e mantendo mínimos níveis de interferência.

É possível parear múltiplos emissores de sinal com um mesmo receptor, via modo Broadcast. Esta função pode ser útil para ajustes de diversos ângulos em uma mesma cena, com rápida alternância entre cada câmera utilizada.

Preços e disponibilidade

Todos os produtos serão vendidos nos Estados Unidos e Europa, e poderão chegar a mais mercados na sequência. O preço sugerido de cada item pode ser conferido abaixo:

  • DJI RS 3: 549 dólares (cerca de R$ 2.808 em conversão direta)

  • DJI RS 3 Pro: 849 dólares (~R$ 4.343)

  • DJI Transmission - conjunto completo: 2.499 dólares (~R$ 12.785)

  • Transmissor de sinal de vídeo - vendido separadamente: 1.699 dólares (~R$ 8.692)

  • Monitor receptor de vídeo - vendido separadamente: 1.099 dólares (~R$ 5.622)

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos