Mercado abrirá em 4 h 41 min
  • BOVESPA

    107.378,92
    +1.336,45 (+1,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.267,20
    +362,14 (+0,86%)
     
  • PETROLEO CRU

    43,61
    +0,55 (+1,28%)
     
  • OURO

    1.826,80
    -11,00 (-0,60%)
     
  • BTC-USD

    18.373,93
    +41,42 (+0,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    368,17
    +6,74 (+1,86%)
     
  • S&P500

    3.577,59
    +20,05 (+0,56%)
     
  • DOW JONES

    29.591,27
    +327,79 (+1,12%)
     
  • FTSE

    6.333,84
    -17,61 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    26.525,36
    +39,16 (+0,15%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    11.968,50
    +63,25 (+0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4475
    +0,0072 (+0,11%)
     

Dividendos de bancos públicos e devoluções do BNDES devem melhorar gestão da dívida, indica Waldery

·1 minuto de leitura
.
.

BRASÍLIA (Reuters) - O secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, indicou nesta quinta-feira que o governo dispõe de alternativas para melhorar a gestão da dívida, citando a devolução de recursos pelo BNDES e o pagamento de dividendos pelos bancos públicos e de instrumentos híbridos de capital e dívida (IHCD).

Em evento promovido pelo Tribunal de Contas da União (TCU), ele disse que o Tesouro usa as ferramentas que tem hoje disponíveis e que sua gestão de caixa é sustentável.

Segundo Waldery, a transferência do resultado cambial do Banco Central, a exemplo do que já foi feito mais cedo neste ano, é outra possibilidade, desde que respeitado o regramento legal.

(Por Marcela Ayres; Edição de Isabel Versiani)