Mercado abrirá em 3 h 46 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,45
    +0,40 (+0,61%)
     
  • OURO

    1.699,70
    +21,70 (+1,29%)
     
  • BTC-USD

    54.126,46
    +4.368,82 (+8,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.090,86
    +66,65 (+6,51%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.728,12
    +8,99 (+0,13%)
     
  • HANG SENG

    28.773,23
    +232,40 (+0,81%)
     
  • NIKKEI

    29.027,94
    +284,69 (+0,99%)
     
  • NASDAQ

    12.535,25
    +238,00 (+1,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9831
    +0,0233 (+0,33%)
     

Distribuidoras cumprem 97,6% das metas de CBios de 2019/2020, diz ANP

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - As distribuidoras de combustíveis do Brasil aposentaram, até o fim de 2020, 14.535.334 créditos de descarbonização (CBios) adquiridos no âmbito do programa RenovaBio, informou a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nesta terça-feira.

A cifra corresponde a 97,6% das metas estabelecidas para o período 2019/2020. Cada crédito, com emissão por produtores de etanol e biodiesel, representa uma tonelada de dióxido de carbono que deixa de ser emitida. As distribuidoras de combustíveis são obrigadas a comprá-los conforme metas anuais.

"Dos 141 distribuidores de combustíveis com metas fixadas para o período, 106 cumpriram integralmente a meta, quatro aposentaram CBios em quantidade inferior à meta e 31 não aposentaram CBios", disse a ANP em comunicado, acrescentando que aqueles que não cumpriram a meta estarão sujeitos a multas.

"O pagamento da multa não isenta o distribuidor do cumprimento de sua meta anual, devendo a quantidade de CBios não cumprida ser acrescida à meta aplicável ao distribuidor no ano seguinte", afirmou a agência reguladora.

Responsáveis pela compra da maior parte dos títulos, BR Distribuidora, Ipiranga --do grupo Ultrapar-- e Raízen, joint-venture de Shell e Cosan, cumpriram integralmente suas metas.

Em 2020, por causa dos impactos causados pela pandemia de coronavírus sobre o setor, as metas originais para o programa foram reduzidas pela metade. Para 2021, a ANP prevê uma comercialização total de 24,8 milhões de títulos.

(Por Gabriel Araujo)