Mercado fechará em 1 h 38 min
  • BOVESPA

    114.174,39
    +1.892,11 (+1,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.538,40
    +200,06 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,29
    +1,06 (+1,47%)
     
  • OURO

    1.751,80
    -27,00 (-1,52%)
     
  • BTC-USD

    44.557,87
    +618,04 (+1,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.117,59
    +8,67 (+0,78%)
     
  • S&P500

    4.460,75
    +65,11 (+1,48%)
     
  • DOW JONES

    34.846,95
    +588,63 (+1,72%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.327,00
    +163,50 (+1,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2243
    +0,0155 (+0,25%)
     

Distribuição de reservas de US$650 bi do FMI é impulso para economia mundial, diz Georgieva

·1 minuto de leitura
Kristalina Georgieva, diretora-gerente do FMI

Por Andrea Shalal

WASHINGTON (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) distribuirá cerca de 650 bilhões de dólares em Direitos Especiais de Saque (SDRs, na sigla em inglês) para seus membros nesta segunda-feira, proporcionando um impulso "significativo" para os esforços globais de combate à pandemia, disse a diretora-gerente Kristalina Georgieva.

A maior distribuição de reservas monetárias já feita pelo FMI fornecerá liquidez adicional para a economia mundial, complementando as reservas cambiais dos países membros e reduzindo sua dependência de dívidas internas ou externas mais caras, disse Georgieva em um comunicado.

"A alocação é um impulso significativo para o mundo e, se usada com sabedoria, uma oportunidade única de combater essa crise sem precedentes", disse ela.

Os países membros do FMI receberão SDRs -- a moeda própria do Fundo lastreada em dólares, euros, ienes, libras e iuanes -- na proporção de suas cotas de participação no Fundo.

Georgieva disse que cerca de 275 bilhões de dólares alocados irão para mercados emergentes e países em desenvolvimento, com cerca de 21 bilhões de dólares indo para países de baixa renda.

Ela acrescentou que o FMI está incentivando os países ricos que recebem SDRs a direcioná-los para países mais pobres que precisam mais deles.

(Por Andrea Shalal)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos