Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.123,85
    -3.459,16 (-3,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.925,52
    -673,01 (-1,30%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,37
    -0,92 (-1,22%)
     
  • OURO

    1.737,00
    -0,50 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    41.737,79
    -799,96 (-1,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.030,09
    -27,05 (-2,56%)
     
  • S&P500

    4.352,63
    -90,48 (-2,04%)
     
  • DOW JONES

    34.299,99
    -569,38 (-1,63%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.336,58
    -163,81 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    29.392,05
    -791,91 (-2,62%)
     
  • NASDAQ

    14.833,25
    +68,50 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3443
    +0,0017 (+0,03%)
     

Dispositivo de realidade virtual da Apple pode precisar de iPhone para funcionar

·2 minuto de leitura

A Apple já está trabalhando em um dispositivo de realidade virtual e/ou aumentada há algum tempo, mesmo que o assunto tenha saído do foco por vezes. Porém, rumores divulgados nesta quinta-feira (2), indicam que o produto não funcionará por conta própria, ou seja, precisará de uma conexão com um iPhone ou outro aparelho.

Além disso, ele poderá funcionar de forma similar ao primeiro Apple Watch, que necessita estar sempre pareado com um smartphone. Ainda não se sabe se o dispositivo poderá ser conectado a outros produtos da Apple além do iPhone, ou mesmo se será compatível com celulares de outras marcas, mas considerando o histórico da Maçã o mais provável é que ele fique restrito ao seu próprio ecossistema, ao menos no início.

Óculos de realidade virtual da Apple deve ser lançado somente em 2023 (Imagem: Reprodução/iDownloadBlog)
Óculos de realidade virtual da Apple deve ser lançado somente em 2023 (Imagem: Reprodução/iDownloadBlog)

Ainda segundo o rumor, a Apple já teria terminado as fases de engenharia de design do dispositivo e de alguns componentes internos, e estaria pronta para começar testes mais práticos. O processador do produto poderá ser fornecido pela TSMC, assim como já acontece com os iPhones. Porém, informações indicam que a potência do chip será consideravelmente menor em comparação com os smartphones da marca, pois grande parte dos processos acontecerá no dispositivo conectado.

A TSMC também pode estar trabalhando no sensor de imagens do produto, que supostamente tem um tamanho "maior do que o comum" para aprimorar as informações de realidade aumentada e evitar erros.

Como os componentes fornecidos pela TSMC não começarão a ser produzidos em massa tão cedo, provavelmente o produto ainda está relativamente longe de ser apresentado ao público. Segundo rumores, a marca poderá lançar um headset de realidade aumentada no final de 2022, e talvez um óculos mais compacto em 2023.

O CEO da Apple, Tim Cook, já falou múltiplas vezes sobre a importância da tecnologia, então é bem possível que a marca trabalhe bastante em produtos similares no futuro, sendo especulado que esse seria o grande lançamento para fechar o ciclo do sucessor de Steve Jobs dentro da Apple.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos