Mercado abrirá em 4 h 16 min
  • BOVESPA

    119.710,03
    -3.253,98 (-2,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.748,41
    -906,88 (-1,83%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,55
    -1,53 (-2,32%)
     
  • OURO

    1.815,70
    -7,10 (-0,39%)
     
  • BTC-USD

    50.448,12
    -6.375,86 (-11,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.370,32
    -193,51 (-12,37%)
     
  • S&P500

    4.063,04
    -89,06 (-2,14%)
     
  • DOW JONES

    33.587,66
    -681,50 (-1,99%)
     
  • FTSE

    6.835,32
    -169,31 (-2,42%)
     
  • HANG SENG

    27.718,67
    -512,37 (-1,81%)
     
  • NIKKEI

    27.448,01
    -699,50 (-2,49%)
     
  • NASDAQ

    12.951,75
    -46,75 (-0,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4178
    +0,0123 (+0,19%)
     

Disparada de soja, petróleo, minério e outros itens pode ajudar Brasil a sair da crise

João Sorima Neto
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO — Minério de ferro, soja, açúcar, petróleo estão em alta no mercado internacional, com o avanço das duas maiores economias do mundo, Estados Unidos e China, aumentando a demanda por esses produtos.

Essa procura em alta vai ajudar o Brasil, forte exportador de commodities, enquanto o mercado interno está em recuperação muito lenta, com a pandemia sem controle no país.

Economistas já apontam um novo ‘superciclo de commodities’, uma janela de oportunidade que pode ajudar o país sair da crise.

Petrobras:Onze dos 17 candidatos aos conselhos de Administração e Fiscal têm algum tipo de impedimento

Nos últimos 12 meses, a alta dos preços do petróleo, do minério de ferro e da soja, por exemplo, superou 100%. Todo esse ganho deverá se refletir também no valor das ações das empresas exportadoras por aqui e atrair investimentos.

As commodities respondem por mais de 60% de tudo o que é vendido pelo país lá fora. Com a valorização do dólar frente ao real, a balança comercial tende a apresentar um saldo recorde, dizem especialistas.

— Temos tudo para ter um novo superciclo de commodities na próxima década, e o Brasil tem a chance de se beneficiar disso. Há liquidez mundial e disposição dos investidores em aplicar em empresas tradicionais, da economia real — diz Matheus Spiess, especialista em investimentos da Empiricus Research.