Disney World terá pulseira com cartão de crédito para facilitar compras

SÃO PAULO - A partir desta primavera nos Estados Unidos (outono, no Brasil), o Walt Disney World planeja estar sem catracas de entrada. Os visitantes usarão pulseiras de borracha codificadas com informações de seus cartões de crédito, segundo informou o The New York Times.

Com o novo sistema, os visitantes poderão comprar comidas, camisetas e orelhas de Mickey Mouse com apenas um toque do pulso. Segundo a publicação, os smartphones também avisariam o horário de andar na Space Mountain sem precisar esperar na fila.

Nos próximos meses, a Disney planeja introduzir o sistema de gestão de férias chamado MyMagic+, que facilitará os acessos e compras de cerca de 30 milhões de pessoas que visitam o maior parque temático do mundo a cada ano.

A iniciativa faz parte de um esforço mais amplo, estimado por analistas para custar entre US$ 800 milhões a US$ 1 bilhão, para fazer do parque mais favorável ao comportamento do consumidor moderno. O NYT disse que a marca está apostando na felicidade dos consumidores para gastarem mais dinheiro.

“Se pudermos melhorar a experiência, mais pessoas vão gastar mais do seu tempo de lazer com a gente”, disse o presidente do parque, Thomas O. Staggs.

Plano ambicioso
Além de melhorar a experiência de compra do consumidor, o plano da Disney quer ainda ir mais longe. De acordo com o jornal americano, a Disney quer compilar as informações sobre as preferências de seus clientes e até quanto eles podem gastar. A empresa já recolhe dados para usar futuramente em campanhas publicitárias e ter um acompanhamento do comportamento de seus visitantes.

“A Disney está ciente das preocupações de privacidade, especialmente em crianças”, afirmou a publicação. “Mas ela decidiu que MyMagic+ é essencial. Ou a empresa tece agressivamente uma nova tecnologia em seu parque - sem danificar o sentimento de nostalgia da experiência - ou lida com o risco de se tornar irrelevantes para as futuras gerações”.

Carregando...