Mercado fechado

Disney vai demitir cerca de 28 mil funcionários de parques devido ao coronavírus

·1 minuto de leitura
.
.

LOS ANGELES (Reuters) - A Walt Disney anunciou nesta terça-feira que vai demitir cerca de 28 mil funcionários dos EUA em sua divisão de parques temáticos, conforme seus resorts enfrentam dificuldades com o público limitado e o fechamento contínuo da Disneylândia devido à pandemia de coronavírus.

Cerca de dois terços dos funcionários demitidos são trabalhadores de meio período, disse a empresa em comunicado. A Disney fechou seus parques temáticos ao redor do mundo quando o novo coronavírus começou a se espalhar no início do ano.

Todos, exceto a Disneylândia, foram reabertos gradualmente, embora a empresa tenha sido forçada a limitar o número de visitantes para permitir o distanciamento físico.

"Tomamos a decisão muito difícil de iniciar o processo de redução de nossa força de trabalho em nosso segmento de Parques, Experiências e Produtos em todos os níveis", disse Josh D'Amaro, presidente da unidade de parques.

D'Amaro citou a capacidade limitada dos parques e a incerteza contínua sobre a duração da pandemia, que ele disse ter sido "exacerbada na Califórnia pela falta de vontade do Estado em suspender restrições que permitiriam a reabertura da Disneylândia".

(Reportagem de Lisa Richwine)