Mercado fechado

Disney interrompe produções live-action por conta do novo coronavírus

Claudio Yuge

A essa altura todo mundo sabe que vários eventos, serviços e produções vêm sendo interrompidas por conta da pandemia global do novo coronavírus (SARS-CoV-2). Alguns grandes grupos ainda tentam manter o ritmo, mas a rápida propagação da ameaça torna o ambiente de trabalho perigoso, de forma que não há como argumentar contra a pressão da população e autoridades. A Disney, que vinha tentando manter o cronograma de suas atrações, decidiu então interromper todas as gravações dos títulos live-action.

Os filmes afetados incluem o remake de A Pequena Sereia, que vinha sendo gravada durante nove dias em Londres. Peter Pan & Wendy e Shrunk, continuação de Querida Encolhi as Crianças, também foram adiados. O reboot de Esqueceram de Mim, o drama da época The Last Duel, de Ridley Scott, e Nightmare Alley, thriller de Guillermo del Toro, também ficam com os trabalhos suspensos.

Adaptação de A Pequena Sereia também vai ficar parada (Imagem: Reprodução/The Hollywood Reporter)

Shang-Chi and The Legend of the Ten Rings, do Marvel Studios, já havia sido interrompido pelo próprio diretor Destin Daniel Cretton. "Embora não tenham havido casos confirmados da COVID-19 em nossas produções, tomamos a decisão de interromper o desenvolvimento de alguns de nossos filmes de ação live-action por um breve período, após considerar o ambiente atual e os melhores interesses de nosso elenco e equipe", disse um porta-voz da Disney, em comunicado.

"Continuaremos avaliando a situação e reiniciaremos o mais rápido possível", complementou a companhia. A mudança acontece um dia depois que a Disney avisou o atraso dos próximos lançamentos, Mulan (27 de março), Novos Mutantes (3 de abril) e o terror cósmico Antlers, produzido por Guillermo del Toro (17 de abril). Viúva Negra (1 de maio) e Artemis Fowl: O Mundo Secreto (29 de maio) continuam no cronograma.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: