Mercado fechado

Disney+ inicia pré-venda no Brasil com preço mais em conta que a Netflix

Felipe Demartini
·4 minuto de leitura

O Disney+ chega ao Brasil em algumas semanas e, para marcar esse lançamento, está adotando uma estratégia um tanto inusitada: o serviço iniciou nesta terça-feira (03) a pré-venda da assinatura da plataforma com valores promocionais. Quem aderir a uma assinatura anual do serviço antes do dia da estreia, 17 de novembro, paga R$ 237,90. O valor traz cerca de 15% de desconto em relação aos preços normais que serão praticados pela companhia.

Na oferta de pré-venda, o valor anual equivale a R$ 19,82 por mês, R$ 8 a menos em relação ao custo anunciado anteriormente, que será de R$ 27,90, e está abaixo da oferta básica de seu principal concorrente, a Netflix, que cobra a partir de R$ 21,90. Quem assinar a plataforma ganha acesso apenas no lançamento, é claro, com o prazo para renovação contando a partir do primeiro ano em relação à estreia do serviço. Ou seja, um novo pagamento só será realizado em 16 de novembro de 2021.

O pacote ofertado permite o acesso aos conteúdos de marcas como Marvel, Disney, Pixar, Star Wars e National Geographic em até quatro dispositivos ao mesmo tempo, com até sete perfis de usuário para que as recomendações não se misturem. Opções de controle parental estão disponíveis, assim como a possibilidade de download em até 10 aparelhos. Isso inclui tanto produções lançadas no cinema, que agora serão exclusivas da plataforma, como filmes e séries originais do serviço.

Um dos destaques, por exemplo, é O Mandaloriano, cuja segunda temporada acabou de estrear nos Estados Unidos e deve estar disponível no lançamento nacional. Os filmes da Marvel e de Star Wars ficam disponíveis na plataforma ao lado de outras produções destes universos, como as séries WandaVision e Falcão e o Soldado Invernal, que trazem novas histórias com os protagonistas dos filmes dos Vingadores.

Para os usuários que não quiserem aderir ao plano anual em pré-venda, o Disney+ vai oferecer uma degustação de sete dias a partir de seu lançamento. Depois, os valores para assinatura são de R$ 27,90 por mês ou R$ 279 por um ano, um valor equivalente a R$ 23,25 mensais, ainda maior que o praticado na pré-venda atual.

Parcerias Globoplay, Bradesco, Vivo e Amazon

Para além do anúncio da pré-venda, a Disney+ também vem aparecendo em parcerias diversas. Uma delas vem de uma empresa que, tecnicamente, seria uma rival: a Globoplay. Isso porque a representante da Rede Globo anunciou uma integração entre as duas plataformas de streaming em apenas um pagamento.

A partir desta terça-feira (3), usuários interessados em adquirir ambos os serviços — ou fazer um upgrade da oferta da Globo — poderão se cadastrar em um site especial para adquirir o combo no dia da estreia oficial da plataforma da Disney: 17 de novembro. Ao acessar o site oficial, é possível realizar um pré-cadastro para receber um e-mail no dia 17/11 com ofertas a partir de 12x de R$ 37,90 no plano anual ou de R$ 43,90 no mensal.

Já correntistas do Bradesco, segundo maior banco privado do Brasil, que optarem pelo pacote anual do Disney+ e a depender do meio de pagamento, terão até seis meses de assinatura gratuita da plataforma. Eles poderão pagar pelo serviço em cartões de débito ou crédito, e por assinatura mensal (R$27,90) ou anual.

Além disso, os correntistas terão condições diferenciadas e um processo de adesão facilitado pela integração dos canais do banco. Ou seja, a adesão ao Disney+ poderá ser feita por meio do Internet Banking, App Mobile, App Cartões ou do banco digital next.

A Vivo é outra empresa a ter uma parceria com o Disney+. A operadora incluiu a plataforma nos planos do Vivo Selfie, categoria de planos pós-pagos focada majoritariamente em entretenimento e serviços e que tem entre seus parceiros o Telecine, Netflix, Spotify e Rappi.

O Vivo Selfie Disney+ inclui a assinatura mensal do serviço, franquia de 25GB de internet e mais 25GB para usar com o novo serviço de streaming da turma do Mickey. O plano também inclui diárias ilimitadas de roaming internacional (Vivo Travel) para países das Américas, ligações ilimitadas para qualquer telefone do Brasil e WhatsApp ilimitado sem consumir a franquia de internet para envio de mensagens de vídeo, texto ou foto. Nos três primeiros meses, a mensalidade do Vivo Selfie Disney+ custará R$ 129,99 e, a partir do quarto mês, R$ 159,99.

Por fim, seguindo a mesma estratégia, a Amazon, a partir do seu pacote Amazon Prime, também uniu forças com a Disney. Ao optar em fazer a assinatura anual do serviço - que inclui fretes grátis ilimitadono e-commerce da marca, o Prime Video (filmes e séries), o Amazon Music (músicas), o Twitch (games), além de e-cooks e revistas - o usuário pagará R$ 27,25 e levará também o Disney+.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: