Mercado fechará em 1 h 49 min
  • BOVESPA

    95.470,93
    +102,17 (+0,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    36.947,79
    -445,92 (-1,19%)
     
  • PETROLEO CRU

    35,77
    -1,62 (-4,33%)
     
  • OURO

    1.869,30
    -9,90 (-0,53%)
     
  • BTC-USD

    13.505,86
    +350,49 (+2,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    265,91
    +23,23 (+9,57%)
     
  • S&P500

    3.296,88
    +25,85 (+0,79%)
     
  • DOW JONES

    26.549,68
    +29,73 (+0,11%)
     
  • FTSE

    5.581,75
    -1,05 (-0,02%)
     
  • HANG SENG

    24.586,60
    -122,20 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    23.331,94
    -86,57 (-0,37%)
     
  • NASDAQ

    11.327,00
    +194,25 (+1,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7274
    -0,0070 (-0,10%)
     

Disney demitirá 28 mil funcionários após prejuízos causados pelo coronavírus

Beatriz Vaccari
·2 minutos de leitura

Após polêmica sobre esconder casos de COVID-19 entre os funcionários do Downtown Disney, o complexo de parques na Califórnia demitirá 28 mil funcionários por conta dos impactos causados pela pandemia. O presidente da Disney Parks, Josh D'Amaro, publicou uma nota nas redes sociais comentando a decisão.

Segundo ele, a companhia teve dificuldades para manter os negócios com os parques fechados desde abril e que o estado da Califórnia permanece rejeitando o processo de reabertura da Disneylândia:

"Tomamos a decisão difícil de iniciar o processo de redução de nossa força de trabalho em nosso segmento de Parques, Experiências e Produtos em todos os níveis, mantendo os Cast Members em licença desde abril, enquanto pagamos benefícios de saúde. Aproximadamente 28 mil empregados domésticos serão afetados, dos quais cerca de 67% trabalham meio período. Estamos conversando com os colaboradores impactados e também com os sindicatos sobre os próximos passos".

De acordo com a Vulture, o complexo da Califórnia enfrentou uma perda financeira maciça após a pandemia, com os lucros caindo 91% nos primeiros três meses do período de isolamento social.

"Acreditamos que as medidas que estamos tomando nos permitirão emergir de uma operação mais eficaz e eficiente quando voltamos ao normal. Nossos Cast Members sempre foram a chave para nosso sucesso, desempenhando um papel valioso e importante na entrega de uma experiência de classe mundial, e estamos ansiosos para fornecer oportunidades onde pudermos para que eles retornem", finaliza o comunicado.

Disney Orlando volta às atividades aos poucos

Enquanto a Disney California enfrenta perdas financeiras e não vê outra alternativa a não ser demitir os funcionários, o Walt Disney World, em Orlando, volta à rotina gradualmente. Desde o dia 9 de setembro, o complexo faz uma reabertura gradativa com medidas de segurança em vigor. Os quatro parques temáticos da Flórida estão cumprindo horários reduzidos e limitaram ainda mais a lotação dos parques, com ingressos comprados previamente.

Foi divulgado que esse período de observações duraria até outubro, mas não há informações se após a data há planos de voltar ao horário anterior ou fazer novos ajustes.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: