Mercado fechará em 5 mins

Disney+ alcança marca de 50 milhões de assinantes 5 meses após estreia

Rafael Arbulu

A Disney deve estar com um sorriso que vai de uma orelha à outra: em comunicado divulgado nesta quarta-feira (8), a empresa afirmou que seu serviço de streaming Disney+ chegou à marca de 50 milhões de usuários pagantes. O número é ainda mais surpreendente se levarmos em conta que a plataforma estreou há apenas cinco meses.

“Nós estamos muito felizes em ver o Disney+ se conectando com milhões [de pessoas] ao redor do mundo, e acreditamos que isso seja interessante para a nossa expansão continuada por toda a Europa Ocidental, Japão e América Latina ainda este ano”, disse Kevin Mayer, presidente da divisão de produtos diretos ao consumidor da Disney.

Disney+ celebra 50 milhões de usuários pagantes em cinco meses de vida

A plataforma de streaming Disney+ chegou recentemente à Índia e arrebanhou oito milhões de assinantes. Considerando que a oferta de vídeo sob demanda da Disney ainda está fora de muitos mercados considerados majoritários, é fácil dizer que os atuais 50 milhões de assinantes consistem de um número bem expressivo.

Para fins de comparação, o seu principal concorrente, a Netflix (hoje com pouco mais de 161 milhões de assinantes) demorou anos para atingir a mesma marca: a empresa liderada por Reed Hastings fez a sua transição para o modelo exclusivo de streaming em 2007, quando aos poucos descontinuou o esquema de aluguel de DVDs, mas os 50 milhões de assinantes só chegaram em 2014.

Falcão e o Soldado Invernal é uma das séries exclusivas do Disney+, com estreia prometida para agosto de 2020

Claro, a internet como um todo era bem diferente naquela época e o contexto e acesso à banda larga atuais favorecem o avanço do Disney+, mas, ainda assim, a conquista da empresa que hoje detém produções da Marvel, Fox e Lucasfilm é de se notar.

Diversos são os fatores que impulsionaram a adoção massiva do Disney+: além das grandes promessas de catálogo, que inclui todas as produções da Marvel e séries com atores do MCU que estão prestes a estrear, a plataforma também conseguiu entregar materiais de alta qualidade, que fidelizaram o público e até criaram memes que perduram até hoje, como foi o caso de O Mandaloriano e o fenômeno “Baby Yoda”.

Ownt <3

Lamentavelmente, o serviço da Disney ainda não chegou ao Brasil, embora haja fortes indícios de que isso acontecerá em novembro de 2020.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: