Mercado abrirá em 9 h 40 min
  • BOVESPA

    122.979,96
    +42,09 (+0,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.789,31
    +417,33 (+0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,62
    -0,87 (-1,33%)
     
  • OURO

    1.867,40
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    40.568,29
    -4.153,16 (-9,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.119,44
    -133,71 (-10,67%)
     
  • S&P500

    4.127,83
    -35,46 (-0,85%)
     
  • DOW JONES

    34.060,66
    -267,13 (-0,78%)
     
  • FTSE

    7.034,24
    +1,39 (+0,02%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.008,09
    -398,75 (-1,40%)
     
  • NASDAQ

    13.152,25
    -59,75 (-0,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4319
    +0,0018 (+0,03%)
     

Discord vai "censurar" comunidades de conteúdo adulto no iOS

Igor Almenara
·2 minuto de leitura

Usuários do Discord que utilizam dispositivos Apple não poderão mais se inscrever ou acessar comunidades que abrigam conteúdo adulto. Anunciado nesta terça-feira (14), a plataforma estabeleceu restrição de conteúdo “Not Safe For Work” (NSFW) — que inclui pornografia — exclusivamente nos dispositivos iOS. Tais materiais ainda poderão ser acessados pelo mesmo usuário através do app para PC, web ou Android.

Logicamente, a limitação afeta usuários com idade entre 13 e 17 anos, que deve ser fornecido nos detalhes do perfil, bem como aos maiores de 18 anos, impedindo até mesmo que o conteúdo alcance os adultos. No iOS, somente os administradores terão acesso às próprias comunidades para gerenciamento e visualização.

(Imagem: Reprodução/Discord)
(Imagem: Reprodução/Discord)

O Discord não entrou em detalhes sobre o que motivou a decisão. A suspeita é que a plataforma, na tentativa de evitar possíveis transtornos com a App Store, optou por “censurar” todo o conteúdo nas plataformas dominadas pela Apple.

Isso se dá porque a Apple estabelece nas políticas para desenvolvedores iOS que conteúdo pornográfico não é bem-vindo. “Aplicativos utilizados primariamente para criação de conteúdo pornográfico não devem estar na App Store”, determina o documento. De certa forma, os servidores classificados "para maiores" pode ter como objetivo principal o compartilhamento desse material e, por isso, a plataforma estaria em rota de colisão contra essas normas.

De acordo com as normas da Apple, o conteúdo deve ser ocultado por padrão e a ativação deve ser feita através do site do aplicativo — o que abre uma janela de oportunidade para manter o Discord intacto. Contudo, não deve ter sido o bastante para deixar a equipe do mensageiro tranquila sobre o comando da fabricante.

Para quem não conhece o termo, NSFW (ou "não seguro para o ambiente de trabalho", em tradução livre) é uma gíria e abreviação da internet normalmente usada para representar páginas que contenham nudez ou violência explícita. Por isso, não há como confirmar o verdadeiro alvo das novas regras do Discord, mas ele pode incluir qualquer um destes tópicos.

Mudança com precedentes

Em 2018, algo semelhante aconteceu com o Tumblr. Por anos, a plataforma não era tão restritiva quanto ao conteúdo publicado em suas comunidades, mas, a partir daquele ano, a rede social incluiu filtros automáticos para remoção de pornografia — visando combater pedofilia, abuso sexual e outras implicações sérias.

Diferente do portal de blogs, o Discord não está banindo o conteúdo, mas “impedindo” que os usuários iOS tenham acesso às comunidades através de seu iPhone. Portanto, desviar da mira da Apple é o objetivo principal da plataforma, não necessariamente controlar o comportamento desses grupos.

A mudança logo deve alcançar todos os usuários iOS. Se você for integrante de uma comunidade etiquetada como NSFW, o ideal é procurar outro meio para acessar o conteúdo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: