Mercado abrirá em 1 h 3 min
  • BOVESPA

    106.924,18
    +1.236,18 (+1,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.579,90
    +270,60 (+0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,36
    -1,13 (-1,02%)
     
  • OURO

    1.798,30
    -9,90 (-0,55%)
     
  • BTC-USD

    29.980,26
    -232,17 (-0,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    671,73
    -9,38 (-1,38%)
     
  • S&P500

    4.023,89
    +93,81 (+2,39%)
     
  • DOW JONES

    32.196,66
    +466,36 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.419,28
    +1,13 (+0,02%)
     
  • HANG SENG

    19.950,21
    +51,44 (+0,26%)
     
  • NIKKEI

    26.547,05
    +119,40 (+0,45%)
     
  • NASDAQ

    12.326,25
    -56,50 (-0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2779
    +0,0188 (+0,36%)
     

"Disco voador": Ingenuity encontra parte do equipamento usado na chegada a Marte

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Em seu 26º voo em Marte, realizado no último dia 19, o helicóptero Ingenuity, da NASA, coletou 10 imagens coloridas do equipamento que ajudou ele e o rover Perseverance a atravessar a atmosfera do planeta e a pousar na cratera Jezero, em fevereiro de 2021.

As imagens áreas, que lembram os destroços de um "disco voador", fornecem detalhes da carenagem (backshell) e paraquedas e podem ajudar a traçar melhorias para futuras missões ao Planeta Vermelho. Segundo Teddy Tzanetos, responsável pelo helicóptero no Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da NASA, foi justamente para voos pioneiros como este que o trabalho do Ingenuity foi estendido além de seus cinco voos originais.

Imagens a cores foram coletadas durante o 26º do Ingenuity (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)
Imagens a cores foram coletadas durante o 26º do Ingenuity (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)

Sempre que o helicóptero decola, ele é instruído a cobrir novo terreno, oferecendo perspectivas que nenhuma outra missão enviada ao planeta poderia proporcionar. As fotos foram feitas a pedido da equipe da missão Mars Sample Return, um ambicioso projeto entre a NASA e a Agência Espacial Europeia (ESA) para trazer à Terra as amostras de solo que o Perseverance coleta em Marte.

Analisando peças importantes

Durante o processo de entrada, descida e pouso (EDL, Entry, Descent and Landing) em Marte, o rover precisou suportar as altas temperaturas gerados pela travessia da atmosfera marciana a uma velocidade de 20 mil km/h. Tanto o paraquedas quanto a carenagem já haviam sido avistados ao longe pelo Perseverance.

O paraquedas e a carenagem registrados em detalhe pelo Ingenuity (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)
O paraquedas e a carenagem registrados em detalhe pelo Ingenuity (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)

No entanto, as novas imagens do Ingenuity oferecem uma perspectiva aérea e mais próxima. A carenagem aparece parcialmente fragmentada devido ao impacto contra a superfície a uma velocidade de 126 km/h, mas no geral parece ter resistido bem à queda. Muitas das 80 linhas que conectaram a carenagem ao paraquedas parecem intactas.

Enquanto isso, apenas parte do paraquedas, coberto de poeira, aparece na imagem. Com 21,5 metros de largura, este é o maior paraquedas já enviado ao planeta, e parece não ter sofrido danos durante a sua abertura na descida, mas apenas semanas de análise confirmarão isso.

26º voo do Ingenuity

O 26º voo do Ingenuity aconteceu no mesmo dia em que a pequena aeronave completou um ano desde seu voo inaugural em Marte. O helicóptero decolou por volta das 11h37 (horário local de Marte) e voou durante 159 segundos, 8 metros acima do nível médio do solo da cratera Jezero.

Agora o helicóptero se prepara para seu voo de número 27 (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)
Agora o helicóptero se prepara para seu voo de número 27 (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)

Primeiro, o helicóptero seguiu para sudoeste e, então, para noroeste, coletando as imagens nos locais anteriormente instruídos pela equipe de engenheiros. Após registrar as 10 imagens, o Ingenuity se deslocou 75 metros para oeste e finalmente pousou — ao todo, ele percorreu 360 metros de distância.

Até o momento ele acumula quase 50 minutos voando em Marte e 6,2 quilômetros de deslocamento desde seu primeiro voo. Håvard Grip, pilote-chefe do Ingenuity no JPL, disse que essa região preparou a equipe para a próxima área de interesse científico do Perseverance, que será analisada no 27º voo do helicóptero.

Até então, o Ingenuity decolava a partir da superfície relativamente simples e plana da cratera Jezero, mas no próximo voo ele enfrentará uma mudança significativa de terreno. O delta do antigo rio que desaguava na cratera tem quilômetros de largura, em formato de leque.

O delta se eleva a mais de 40 metros da superfície da cratera sendo repleto de desafios como penhascos, grandes rochas e bolsões de areia — é nesse local que o Perseverance poderá encontrar evidência de vida microbiana no passado distante de Marte.

A equipe de engenheiros ainda não sabe quais comandos dará ao helicóptero, mas provavelmente ele sobrevoará o local para determinar o melhor caminho para o rover. Além disso, o Ingenuity ajudará a estabelecer os melhores alvos científicos para o Perseverance.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos