Mercado fechará em 6 h 30 min
  • BOVESPA

    120.979,18
    -134,75 (-0,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,18
    +0,05 (+0,08%)
     
  • OURO

    1.767,10
    -13,10 (-0,74%)
     
  • BTC-USD

    56.348,98
    +2.002,80 (+3,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.275,18
    -23,77 (-1,83%)
     
  • S&P500

    4.176,48
    -8,99 (-0,21%)
     
  • DOW JONES

    34.151,63
    -49,04 (-0,14%)
     
  • FTSE

    7.011,18
    -8,35 (-0,12%)
     
  • HANG SENG

    29.106,15
    +136,44 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.685,37
    +2,00 (+0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.956,50
    -73,00 (-0,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7423
    +0,0562 (+0,84%)
     

Diretores do Fed divergem sobre trajetória da inflação

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Prédio do Federal Reserve, em Washington

Diretores do Federal Reserve (Fed) mostraram-se divididos quanto à trajetória da inflação nos Estados Unidos, alguns preocupados com um aumento de preços demasiadamente alto e outros considerando que a mesma será fraca, segundo as atas de sua última reunião, divulgadas nesta quarta-feira.

"A maioria dos participantes indicou considerar que os riscos sobre as perspectivas da inflação estão globalmente equilibrados", destacou o Fed. Alguns membros do Comitê de Política Monetária, no entanto, "assinalaram que as perturbações no abastecimento e a forte demanda poderiam fazer a inflação subir mais do que o esperado". Por outro lado, "vários participantes observaram que os fatores que contribuíram para uma inflação fraca poderiam pressioná-la para baixo mais do que o previsto.

A última reunião do comitê aconteceu nos dias 16 e 17 de março, no contexto de um mercado preocupado com uma eventual alta dos preços em meio à maior disponibilidade de dinheiro por parte dos americanos após os planos de estímulo econômico, à reabertura econômica com o avanço da vacinação e à dificuldade de abastecimento em vários setores.

O Fed prevê uma inflação de 2,4% em 2021, 2% em 2022 e 2,1% em 2023, em conformidade com sua meta de longo prazo, de 2%.

jul/Dt/mr/lda/lb