Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.611,55
    +1.346,60 (+2,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Diretora-geral da OMC foca em comércio para aliviar pandemia

Bryce Baschuk
·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A diretora-geral da Organização Mundial do Comércio alertou sobre a credibilidade do sistema multilateral, exortando líderes a agirem rapidamente para impulsionar a economia global com medidas como distribuição mais justa de vacinas e cooperação para resolver problemas de longo prazo como a pesca predatória.

Durante seus primeiros dois meses no comando, Ngozi Okonjo-Iweala se reuniu com ministros do Comércio de vários países para transmitir a mensagem de que a OMC é importante, precisa ser reformada e apresentar resultados.

Por enquanto, diz que a recepção dos líderes mundiais tem sido positiva, mas traduzir rapidamente essa boa vontade em resultados significativos durante uma pandemia é tão desafiador quanto suas expectativas.

“A palavra que eu usaria para descrever isso é absolutamente frenético”, disse Okonjo-Iweala em entrevista por telefone na terça-feira, quando questionada sobre seu começo no cargo. “Os desafios que pensávamos que existiam estão lá, e um acordo não é tão fácil por causa das antigas maneiras de negociar posições de negócios.”

Os países precisam superar a noção de que o ganho de um país no comércio internacional é a perda de outro, disse a diretora-geral da OMC.

“Precisamos sair do impasse da soma zero”, afirmou Okonjo-Iweala. “Precisamos lembrar aos países e membros que a OMC está aqui para trabalhar para as pessoas. Não podemos levar 20 anos para negociar algo.”

Okonjo-Iweala disse que sua prioridade é usar o comércio para aliviar a pandemia e disse que sua recente reunião com ministros do Comércio e fabricantes de vacinas deu um passo positivo na direção certa.

‘Mais pragmatismo’

“Essa reunião rendeu muito”, disse. “Vejo mais pragmatismo em ambos os lados.”

Um componente importante da agenda de comércio e saúde da OMC é uma proposta da Índia e da África do Sul que busca a renúncia temporária às regras da OMC que regem a propriedade intelectual para vacinas e outros produtos médicos essenciais.

Nesta semana, surgiram novos sinais de que o governo Biden, que atualmente se opõe a uma renúncia ao acordo da OMC sobre Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comércio, quer que fabricantes de vacinas como Pfizer e AstraZeneca ajudem a aumentar a assistência dos EUA na pandemia para o resto do mundo.

“Há movimento”, disse Okonjo-Iweala. “Já estamos lá? Não, mas há uma pequena mudança no ar entre os membros. Espero que possamos chegar a algum tipo de estrutura para os ministros da OMC aprovarem.”

“Não temos tempo”, acrescentou. “Pessoas estão morrendo.”

Okonjo-Iweala disse que a reunião sobre vacinas deste mês também revelou áreas onde o mundo em desenvolvimento pode aumentar capacidade de produzir mais doses, em vez de esperar que os países ricos enviem suprimentos excedentes.

Ela disse que vários mercados emergentes como Índia, Paquistão, Bangladesh, Senegal, Indonésia e Egito já têm certa capacidade para começar a produzir vacinas para a população de países em desenvolvimento.

Acordo de pesca

“A ideia de que não há capacidade adicional que possa ser reformada e revertida nos países em desenvolvimento não é o caso”, explicou. “Algumas delas parecem que podem ser revertidas rapidamente para capacidade adicional. Outras exigirão um pouco mais de investimento.”

Outra prioridade é a conclusão de um acordo para reduzir os subsídios à pesca nociva e ilegal - algo que ela espera alcançar bem antes da reunião ministerial de fim de ano da OMC, em Genebra.

Na semana passada, a diretora-geral disse aos membros da OMC que realizará uma reunião ministerial virtual em julho para tentar produzir um texto final sobre pesca. Assim, os ministros não terão que negociar por teleconferência se a pandemia impedir a OMC de realizar uma reunião ministerial presencial em novembro.

“Negociar por Zoom é muito difícil”, disse Okonjo-Iweala. “É por isso que precisamos concluir três ou quatro coisas para entregar antes da ministerial.”

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.