Mercado fechado
  • BOVESPA

    124.932,91
    -1.213,75 (-0,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.269,32
    +28,81 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,01
    +0,10 (+0,14%)
     
  • OURO

    1.802,00
    -3,40 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    32.344,15
    +51,51 (+0,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    782,62
    -11,12 (-1,40%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.088,25
    +159,75 (+1,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1305
    +0,0103 (+0,17%)
     

Diretor do Banco Central sobre alta na inflação: ‘perigoso’

·1 minuto de leitura
Real - Brazilian Currency. Money, Dinheiro, Brasil, Reais. A people holding a brazilian banknotes of 200 reais.
Real - Brazilian Currency. Money, Dinheiro, Brasil, Reais. A people holding a brazilian banknotes of 200 reais.
  • Bruno Serra Fernandes disse que Brasil vive momento “perigoso” com alta na inflação.

  • Ele disse ainda que não é possível prever como estará a economia brasileira depois da pandemia.

  • “Eu diria que é um momento perigoso”, disse Serra Fernandes.

Na avaliação do diretor do Banco Central, Bruno Serra Fernandes, o Brasil vive um “momento perigoso” com sinais de alta na inflação. As informações são do site de notícias O Antagonista.

Leia também:

Serra Fernandes disse ainda que não é possível prever como estará a economia brasileira depois da melhora da condição sanitária causada pela pandemia da Covid-19.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

“Eu diria que é um momento perigoso”, disse Serra Fernandes. Seu discurso foi feito durante evento do banco Santander, e a fala reproduzida pelo Antagonista.

O diretor elencou como problema enfrentado pela economia brasileira as “pressões de custos no setor de bens”.

Segundo ele, é difícil saber hoje “como a economia vai funcionar no pós-pandemia”.

“O que vai acontecer com a demanda por bens? Vai desabar?”, questionou Serra Fernandes. “Hoje temos uma inflação rodando em níveis elevados. Esse é um fenômeno ruim, o BC tem que apertar mais a política monetária para se contrapor a esse cenário. Isso é claro, é o que estamos fazendo, sinalizado.”

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos