Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.893,32
    -1.682,15 (-1,52%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.778,87
    +104,57 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,06
    -0,47 (-1,03%)
     
  • OURO

    1.779,90
    -8,20 (-0,46%)
     
  • BTC-USD

    19.401,02
    -7,99 (-0,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    381,48
    +16,88 (+4,63%)
     
  • S&P500

    3.621,63
    -16,72 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    29.638,64
    -271,73 (-0,91%)
     
  • FTSE

    6.266,19
    -101,39 (-1,59%)
     
  • HANG SENG

    26.341,49
    -553,19 (-2,06%)
     
  • NIKKEI

    26.433,62
    -211,09 (-0,79%)
     
  • NASDAQ

    12.319,25
    +61,75 (+0,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3612
    -0,0134 (-0,21%)
     

Diretor David Fincher assina contrato exclusivo de quatro anos com a Netflix

Patrícia Gnipper
·1 minuto de leitura

Aclamado como diretor de filmes como Seven: Os Sete Crimes Capitais, Garota Exemplar, A Rede Social, Clube da Luta e Zodíaco, David Fincher agora é fiel à Netflix — ao menos por quatro anos. O cineasta acaba de assinar um contrato de exclusividade com a plataforma de streaming, e seu próximo filme (Mank) estreia ali no dia 4 de dezembro.

A informação foi confirmada por Fincher em entrevista à revista francesa Premiere. Ele disse ainda, brincando, que "dependendo da recepção de Mank, verei a Netflix timidamente perguntando o que posso fazer para me redimir". Fincher reforça que está aqui "para entregar 'conteúdo' capaz de trazer espectadores" em sua "pequena esfera de influência".

Não é de agora que o diretor tem um relacionamento com a Netflix. Ele foi produtor executivo e diretor dos dois primeiros episódios da série House of Cards, um dos conteúdos originais de maior sucesso da plataforma de streaming. Fincher também dirigiu episódios de Mindhunter e foi produtor executivo da antologia Amor, Morte & Robôs. O sucesso da parceria, agora, rende um contrato de exclusividade, que pode render tanto a criação de novas séries, quanto de filmes.

Fincher declarou que esse acordo o inspira a tentar coisas diferentes, com a possibilidade de desenvolver trabalhos autorais, mostrando-se incomodado com o fato de que tem poucos filmes com sua assinatura em sua longa trajetória. "Eu assinei esse acordo com a Netflix para poder trabalhar como Picasso. Quero tentar coisas novas, quebrar formatos e mudar o ponto de operação. E, sim, eu admito que parece estranho, depois de quarenta anos nessa profissão, só ter dez filmes em meu trabalho. É uma observação muito assustadora", disse na entrevista.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: