Mercado abrirá em 8 hs
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,88 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,40 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,84
    +0,56 (+0,51%)
     
  • OURO

    1.852,90
    +10,80 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    30.112,38
    +826,32 (+2,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    672,83
    -0,54 (-0,08%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,80 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.327,28
    -389,96 (-1,88%)
     
  • NIKKEI

    26.909,92
    +170,89 (+0,64%)
     
  • NASDAQ

    11.965,75
    +125,00 (+1,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1665
    +0,0137 (+0,27%)
     

Diretor de Balan Wonderworld revela que processou Square Enix

O lendário designer de jogos Yuji Naka, famoso por ter criado o Sonic, revelou no Twitter que processou a Square Enix após ser demitido da direção de Balan Wonderworld. O diretor foi removido do cargo seis meses antes da aventura ser lançada. O jogo recebeu diversas críticas negativas, destacando principalmente a falta de acabamento e qualidade na jogabilidade.

Em uma série de Tweets, Naka comparou sua demissão com a época em que programou Sonic the Hedgehog e usou até o último minuto para implementar mecânicas essenciais para a série. Nas mensagens, Naka declarou acreditar que, se tivesse permissão para ficar a bordo, poderia ter dado o mesmo cuidado e atenção que Balan Wonderworld precisava.

Naka anunciou que deixou a Square Enix no final de abril de 2021 e tinha planos para se aposentar. Após um período, o desenvolvedor revelou a entrada no mercado de jogos mobile. Com a publicação nas redes sociais, o diretor agora confessou que foi demitido do cargo pela Square Enix.

Entre as justificativas dadas, a Square Enix teria impedido o diretor de comentar o jogo com fãs nas redes sociais e teria causado problemas a publicadora, ao exigir que as músicas originais fossem lançadas. Ainda estariam entre os problemas entre as partes, o desejo de Naka de entregar um projeto de qualidade, mesmo que o lançamento fosse adiado.

Naka entrou com uma ação contra a publicadora para poder comentar sobre o processo de produção. O diretor alegou que ficou infeliz com muitas das decisões que a Square Enix e o co-desenvolvedor Arzest tomaram com Balan Wonderworld. Naka sabia que o game estava inacabado e precisava de mais trabalho. A ação foi encerrada pela Justiça.

Confira a declaração em que Yuji Naka se desculpa com fãs que pagaram por Balan Wonderworld.

Fui removido do cargo de diretor de Balan Wonderworld cerca de meio ano antes do lançamento, então abri uma ação contra a Square Enix. Agora que os procedimentos terminaram e não estou mais vinculado às regras da empresa, gostaria de me manifestar.

Acho errado a Square Enix não valorizar os jogos e os fãs de jogos. De acordo com documentos judiciais, fui removido do cargo de diretor do Balan Wonderworld por 2 motivos.

Primeiro, insisti que a faixa original do jogo fosse lançada quando uma apresentação de piano da música, executada por YouTuber, foi promovida, transformando o compositor em um ghostwriter. Isso causou problemas.

Segundo, de acordo com documentos judiciais, [Naoto] Ohshima disse ao produtor [Noriyoshi] Fujimoto que o relacionamento com Arzest foi arruinado devido a comentários que fiz querendo melhorar o jogo.

Além disso, em um e-mail de Ohshima para Fujimoto, ele escreveu: “acabei de contar à equipe sobre o atraso da demo. Quando disse a eles, “isso foi decisão de Fujimoto. Vamos fazer o nosso melhor por ele”, a equipe aplaudiu e aplaudiu. Isso foi inesperado e me emocionei. O cronograma apertado era do produtor. Algo estava errado.

Estávamos lançando um jogo original, mas apenas lançar uma faixa arranjada estava definitivamente errado. Eu acredito que a música do jogo que todos podem cantarolar são as faixas originais.

Acredito que todo esforço deve ser feito para tornar os jogos o melhor possível até o fim, para que os fãs gostem do que compram. Não era correto, sem discussão, remover e desassociar um diretor do projeto alegando essas justificativas.

Não acho que a Square Enix valoriza os fãs de jogos. Houve muitos comentários e ilustrações maravilhosas sobre Balan Wonderworld, e eu realmente sinto muito por não poder reagir a eles.

Eu mesmo, sinto muito pelos clientes que compraram Balan Wonderworld em um estado inacabado. Deste ponto em diante, poderei reagir a postagens me marcando ou direcionadas apenas a mim.

Para Sonic the Hedgehog, 2 semanas antes de finalizar, a especificação foi alterada para que, se você tivesse 1 anel, não morresse. Esta regra agora bem conhecida foi o resultado de melhorar o jogo até o fim, e as pessoas de todo o mundo gostaram disso.

Melhorar um jogo até o fim é o que significa ser um criador de jogos, e se isso não for possível, algo está errado. Pedi ao meu advogado para negociar comigo só para poder comentar até o final da produção, mas a recusa deles me levou a entrar com uma ação.

Acho que o Balan Wonderworld resultante e a recepção crítica que recebeu tem muito a ver com o que aconteceu. Estou realmente desapontado que um produto em que trabalhei desde o início tenha ficado assim.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos