Mercado fechado

Diniz vive seu melhor momento à frente do São Paulo. Vitória sem reparos sobre o Santos

Fernando Diniz vive seu melhor momento com a torcida do São Paulo. Foto: Marcello Zambrana/AGIF

A vitória do São Paulo sobre o Santos apenas confirmou o que eu já havia mencionado anteriormente no blog. O São Paulo joga o melhor futebol entre os grandes paulistas. O tricolor foi bem superior ao Santos, independentemente da expulsão de Jobson, no final do primeiro tempo. É verdade que naquele momento o Santos vencia na sua única jogada ofensiva, convertida em gol com muita capacidade técnica. Assim mesmo, o São Paulo estava melhor.

No segundo tempo, Jesualdo Ferreira manteve o Santos com três atacantes e apenas dois homens no meio-campo. Do outro lado, Fernando Diniz sacou Bruno Alves e colocou Pablo. O São Paulo virou um 3-4-3 e tomou conta da partida. Foram várias finalizações até o gol de empate com Pablo, contando com uma falha de Éverson na saída pelo alto. Jesualdo demorou para fazer a leitura correta e lançou Madson na vaga de Yuri Alberto, tentando equilibrar o setor. Não funcionou porque Madson ficou perdido e não sabia a quem marcar. O São Paulo tocou a bola com facilidade e chegou à virada merecida, após muitas jogadas dentro da área, com outro gol de Pablo, acabando com sua zica.

O clássico terminou de forma justa com o São Paulo, classificado para o mata-mata. Fernando Diniz vive seu melhor momento à frente do time com duas vitórias consistentes e a confiança lá em cima, contando com o apoio do torcedor. No Santos, uma derrota sem grandes consequências, mas ainda deixando o português Jesualdo Ferreira em análise. O Santos foi bem diante de Palmeiras e Mirassol, mas apenas regular contra Defensa Y Justicia, Delfin e São Paulo. A conferir.