Mercado abrirá em 5 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    108.451,20
    +74,85 (+0,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.442,21
    +436,10 (+0,97%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,74
    -1,41 (-1,72%)
     
  • OURO

    1.650,00
    -20,00 (-1,20%)
     
  • BTC-USD

    19.329,02
    +541,93 (+2,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    441,21
    +12,43 (+2,90%)
     
  • S&P500

    3.719,04
    +71,75 (+1,97%)
     
  • DOW JONES

    29.683,74
    +548,75 (+1,88%)
     
  • FTSE

    6.857,83
    -147,56 (-2,11%)
     
  • HANG SENG

    17.095,69
    -155,19 (-0,90%)
     
  • NIKKEI

    26.422,05
    +248,07 (+0,95%)
     
  • NASDAQ

    11.375,00
    -180,75 (-1,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2060
    -0,0266 (-0,51%)
     

Diniz diz que craque do Santos contra o São Paulo foi "a vontade"

·2 min de leitura


O técnico Fernando Diniz valorizou a vitória do Santos contra o São Paulo, na Vila Belmiro, por 2 a 0. O treinador comparou com o jogo contra o Fluminense, na quinta-feira, em que o Peixe criou diversas oportunidades, mas não conseguiu concluir.

“Não sei se foi uma partida tão melhor assim que o jogo contra o Fluminense. O resultado marcou lá, muitas vezes aquilo que foi o jogo marca. Acho que contra o Fluminense a gente mereceu ganhar com um placar como foi de hoje. O jogo de hoje tinha um simbolismo mais importante por ser um clássico, e alguma outra coisa que envolvia esse jogo, mas a equipe mereceu ganhar", disse o treinador.

Na visão do comandante santista, tanto no Rio de Janeiro, no meio de semana, quanto neste domingo, na Vila Belmiro, a posse de bola agressiva e a vontade mostrada pelo Alvinegro Praiano foram semelhantes.

Baixe o app do Lance! e tenha a tabela do Brasileirão nas suas mãos

“Então, se fizermos essa comparação com o jogo do Fluminense, foi uma posse de bola super agressiva. Lá, tivemos oportunidades até mais claras que tivemos hoje, mas hoje aproveitamos melhor. O jogo hoje foi mais intenso, porque o São Paulo tem uma proposta de pressionar alto", comparou.

"Os dois times ficaram pressionados praticamente o jogo todo, e tínhamos que saber sair dessa pressão. O time do Santos teve muita vontade de se entregar para aquilo que tínhamos combinado, e essa questão da vontade de cumprir aquilo que tínhamos preestabelecido e ter vontade de ganhar, ela esteve presente do começo até o final do jogo. O craque do jogo foi a vontade", completou.

A próxima partida do Peixe é contra o Grêmio, na próxima quinta-feira, às 21h30, fora de casa. O goleiro John, que terminou o jogo lesionado, e saiu de campo como um dos heróis da vitória, é dúvida. Alison, por sua vez, cumpriu suspensão automática e pode retornar ao meio-campo.