Mercado abrirá em 7 h 36 min
  • BOVESPA

    110.203,77
    +2.266,66 (+2,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.104,39
    +213,80 (+0,42%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,23
    -0,37 (-0,43%)
     
  • OURO

    1.847,50
    -5,00 (-0,27%)
     
  • BTC-USD

    37.307,79
    +939,94 (+2,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    848,51
    +27,92 (+3,40%)
     
  • S&P500

    4.356,45
    -53,68 (-1,22%)
     
  • DOW JONES

    34.297,73
    -66,77 (-0,19%)
     
  • FTSE

    7.371,46
    +74,31 (+1,02%)
     
  • HANG SENG

    24.283,31
    +39,70 (+0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.087,42
    -43,92 (-0,16%)
     
  • NASDAQ

    14.222,00
    +81,25 (+0,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1548
    +0,0027 (+0,04%)
     

Dimas Ramalho é eleito presidente do Tribunal de Contas de SP

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O conselheiro Dimas Ramalho foi eleito nesta quarta (8) para a presidência do TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo). Esta será a segunda vez em que ele presidirá a corte —seu primeiro mandato foi exercido em 2016.

Ramalho será responsável pela gestão do órgão de controle externo da administração pública paulista em 2022. Sua cerimônia de posse está prevista para o mês de fevereiro do próximo ano.

A eleição desta quarta ainda alçou à vice-presidência do tribunal o conselheiro Sidney Beraldo e, para o posto de corregedor, o conselheiro Renato Martins Costa.

Ex-deputado federal e estadual, Ramalho já foi secretário estadual de Habitação de São Paulo e secretário municipal de Serviços da capital. Ele também atuou como membro do Ministério Público de São Paulo, ocupando os cargos de promotor e procurador de Justiça.

"Nossa missão é descobrir e construir o que será o controle externo no pós-pandemia. As demandas da população mudaram. A gestão pública e o controle externo precisam mudar", afirma Ramalho, que chegou ao TCE-SP em 2012.

"Estamos no meio de uma revisão do planejamento estratégico e também começamos a trabalhar com a nova lei de licitações. É um momento de muita novidade e de oportunidades para aprimorar o serviço que entregamos à sociedade", segue.

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo é responsável por analisar as contas anuais do governador e dos prefeitos de todos os municípios paulistas, exceto a capital. A instituição ainda julga as contas dos órgãos estaduais e municipais dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além das autarquias.

Atualmente, os orçamentos de todos os entes submetidos ao órgão alcançam a soma aproximada de R$ 355 bilhões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos