Dilma diz que redução de impostos será sua maior luta

A presidente Dilma Rousseff disse nesta quarta-feira, em Palmas (TO), que a redução dos impostos será uma de suas maiores lutas em 2013. "Um jornalista me perguntou: e a economia, presidente?. A economia, estamos resolvendo em muitos lugares, baixando juros, fazendo câmbio ser mais real, assegurando redução das tarifas de energia, diminuindo impostos, o que é muito importante", discursou Dilma, durante cerimônia de entrega de certificados para alunos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). "No próximo ano, essa vai ser uma das minhas maiores lutas, a redução de impostos", completou Dilma, que voltou a destacar que quer tornar o Brasil um país de classe média.

Ela disse também que é importante destinar recursos dos royalties do petróleo para a área de educação. "Considero importantíssimo que todo dinheiro que tivermos dos royalties, das participações especiais, ou do fundo social vá para educação", disse Dilma. E destacou as peculiaridades da realidade brasileira, que compreende situações de extrema pobreza a investimentos em tecnologia de ponta. Para Dilma, a "ponte" é a educação.

A presidente entregou simbolicamente certificados para alunos representantes das 13 regionais da Secretaria de Educação do Estado de Tocantins. O Pronatec abrange 353 turmas de 122 municípios no Tocantins, segundo o Ministério da Educação (MEC).

De acordo com o MEC, cerca de 2,5 milhões de pessoas foram matriculadas no Pronatec em cursos técnicos (com duração mínima de um ano) ou de formação inicial e continuada (duração mínima de dois meses). Dos 2,5 milhões de matrículas, 1,73 milhão diz respeito aos cursos de formação inicial e continuada e 788 mil, aos cursos técnicos. A meta do governo é oferecer cursos dessas modalidades a 8 milhões de brasileiros até 2014.

Carregando...