Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.435,39
    -34,21 (-0,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Diesel sobe 4,4% nos postos em maio, diz Ticket Log; ValeCard vê alta de 0,9% em gasolina

SÃO PAULO (Reuters) - O preço médio do diesel nos postos brasileiros subiu 4,4% no mês de maio ante abril, para 7,17 reais por litro, segundo levantamento feito pela Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil.

O Índice de Preços Ticket Log (IPTL) mostrou ainda que o diesel tipo S-10 teve acréscimo de 4,14% no período, atingindo 7,28 reais por litro.

O diesel registra uma sequência de seis altas consecutivas e está 29% mais caro se comparado aos valores do início do ano e 53% mais caro frente a um ano atrás, disse em nota Douglas Pina, diretor-geral de mainstream da Divisão de Frota e Mobilidade da Edenred Brasil.

A elevação de preços do combustível ocorre em meio aos impactos da guerra entre Rússia e Ucrânia sobre o mercado de petróleo --o que tem levado a reajustes por parte da Petrobras nas refinarias-- e diante de preocupações de agentes com escassez de diesel no país.

Na análise por regiões, o preço do diesel comum teve alta generalizada em maio. O Norte mostrou a maior elevação de preços no mês, de 4,83%, com o combustível atingindo 7,43 reais. A região também registrou a média mais cara para o S-10, vendido a 7,56 reais, com alta de 4,03%.

Não houve recuo dos valores do combustível em nenhum Estado em maio. A média mais alta de preços foi observada no Acre para o tipo comum (7,77 reais, +2,74% no mês) e no Amapá para o S-10 (7,85 reais, +0,73%).

O levantamento é feito com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log.

GASOLINA

Já o preço médio da gasolina no Brasil encerrou o mês de maio a 7,592 reais por litro, 0,9% acima do registrado em abril, segundo a ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas.

O valor de maio é o maior já registrado pelo levantamento da ValeCard, que começou a ser realizado em janeiro de 2019. Nos últimos 12 meses, a gasolina registra alta de 30,18%.

Na abertura por Estados, Bahia (5,77%), Amapá (3,56%) e Ceará (1,87%) registraram as maiores altas no valor do combustível em maio. Já as maiores quedas foram observadas em Pernambuco (-1,32%), Rio Grande do Norte (-1,31%) e Acre (0,43%).

(Por Letícia Fucuchima)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos