Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.101,99
    +1.088,52 (+1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.508,35
    -314,88 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,29
    -0,67 (-0,77%)
     
  • OURO

    1.839,80
    -3,40 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    41.269,59
    -680,79 (-1,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    992,43
    -2,83 (-0,28%)
     
  • S&P500

    4.482,73
    -50,03 (-1,10%)
     
  • DOW JONES

    34.715,39
    -313,26 (-0,89%)
     
  • FTSE

    7.585,01
    -4,65 (-0,06%)
     
  • HANG SENG

    24.952,35
    +824,50 (+3,42%)
     
  • NIKKEI

    27.772,93
    +305,70 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    14.725,75
    -307,75 (-2,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1299
    -0,0375 (-0,61%)
     

Diesel inicia ano com tendência de alta; gasolina tem queda, apontam levantamentos

·2 min de leitura
Carro sendo abastecido em posto de combustíveis

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O preço médio do diesel nos postos no Brasil subiu 0,19% desde o início do ano até a última quinta-feira, para 5,623 reais por litro, segundo levantamento feito pela Ticket Log divulgado nesta sexta-feira, que apontou ainda uma tendência de alta.

Na comparação com janeiro de 2021, a alta supera 40%, mostrou o Índice de Preços Ticket Log (IPTL) da Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil.

Já o diesel S-10 teve uma alta de 0,24% neste ano até agora, para 5,689 reais por litro.

Em nota, o Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil, Douglas Pina destacou que "2021 terminou com o diesel em estabilidade, mas 2022 já inicia com uma mudança de cenário e alertas de altas".

Na última quarta-feira, a Petrobras elevou os preços do diesel nas refinarias em 8%, enquanto a gasolina vendida às distribuidoras teve aumento médio de 4,85%. O reajuste foi o primeiro aumento em 77 dias, segundo a empresa.

Na análise por região, quase todas apresentaram tendência de alta ou estabilidade nos preços em relação a dezembro passado.

Com recuo de apenas 0,17% no valor do diesel comum e de 0,05% no S-10, o Norte continua liderando o ranking dos maiores preços, a 5,826 reais e 5,889 reais, respectivamente.

Já o Sul ainda é a região com os preços mais baixos para o combustível. Mesmo com os maiores acréscimos, de 0,71% no diesel comum e de 0,91% no S-10, as bombas sulistas comercializaram esses combustíveis a 5,234 reais e 5,295 reais, respectivamente.

O levantamento é feito com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log.

GASOLINA

Já o preço médio da gasolina recuou 0,68% neste ano até quinta-feira, para 6,871 reais por litro, segundo levantamento da ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas.

É o segundo mês consecutivo de queda no litro da gasolina, de acordo com o levantamento, que contou com o registro das transações realizadas entre os dias 1º e 13° de janeiro com o cartão de abastecimento da ValeCard em cerca de 25 mil estabelecimentos credenciados.

(Por Marta Nogueira)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos