Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.933,78
    -180,15 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.072,62
    -654,36 (-1,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,50
    +0,12 (+0,19%)
     
  • OURO

    1.771,20
    +0,60 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    54.795,37
    -1.624,35 (-2,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.225,98
    -72,98 (-5,62%)
     
  • S&P500

    4.163,26
    -22,21 (-0,53%)
     
  • DOW JONES

    34.077,63
    -123,04 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.000,08
    -19,45 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    29.106,15
    +136,44 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.160,05
    -525,32 (-1,77%)
     
  • NASDAQ

    13.920,00
    +22,75 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6783
    +0,0026 (+0,04%)
     

Diesel estabiliza nos postos após corte de tributos; gasolina e etanol sobem

·2 minuto de leitura
Abastecimento de combustível no posto

SÃO PAULO (Reuters) - O preço médio de venda do óleo diesel nos postos de combustíveis do Brasil fechou praticamente estável, encerrando seis semanas seguidas de avanço, mostraram dados da reguladora ANP nesta sexta-feira, após recente corte de tributos federais do produto, enquanto a gasolina e o etanol voltaram a subir.

A freada nos valores do diesel vem depois do anúncio pelo governo do presidente Jair Bolsonaro, no início do mês, da redução para zero durante dois meses das alíquotas de PIS e Cofins incidentes sobre a comercialização e importação do combustível.

A estabilização nos postos ocorreu mesmo após a Petrobras ter anunciado na semana passada um reajuste de cerca de 5% para o diesel e a gasolina em suas refinarias-- a empresa defende que sua política de preços segue a chamada paridade de importação, com influência de fatores como o câmbio e as cotações internacionais do petróleo.

A estatal, que domina o refino no Brasil, já elevou em 34% o valor do diesel até o momento neste ano, enquanto a gasolina disparou 41,5%, o que inclusive gerou atrito entre o presidente Bolsonaro e o CEO da empresa, Roberto Castello Branco. A situação levou à indicação pelo governo de um novo comandante para a companhia, o general Joaquim Silva e Luna.

Nos postos, o valor do diesel, combustível mais consumido do país, encerrou esta semana em média 4,232 reais por litro, praticamente estável ante os 4,230 reais por litro da semana anterior, mostraram dados de pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Na gasolina, os preços médios finais para o consumidor foram de 5,492 reais por litro, aumento de 3,8% na comparação semanal, de acordo com o levantamento da reguladora.

Foi a 12ª semana consecutiva de elevação na gasolina.

O etanol, por sua vez, era comercializado nas bombas por média de 4,121 reais por litro, com incremento de 5,7% frente à semana anterior, mostraram os números da ANP.

No ano, os valores médios do diesel nos postos acumulam salto de 26,4% desde os primeiros dias de 2021, enquanto a gasolina subiu 21,6% no mesmo período.

O etanol é vendido hoje a preços 29,6% superiores aos vistos no início do ano, segundo a agência.

Os valores nos postos não acompanham necessariamente os reajustes nas refinarias e dependem de uma série de questões, incluindo margem de distribuição e revenda, além de impostos e adição obrigatória de biocombustíveis, entre outros.

(Por Luciano Costa)