Mercado abrirá em 9 h 50 min
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,74 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,63
    +3,48 (+5,11%)
     
  • OURO

    1.796,10
    +8,00 (+0,45%)
     
  • BTC-USD

    57.690,15
    +3.331,79 (+6,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.439,38
    -16,03 (-1,10%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,06 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.115,51
    +34,99 (+0,15%)
     
  • NIKKEI

    28.694,06
    -57,56 (-0,20%)
     
  • NASDAQ

    16.233,50
    +182,50 (+1,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2984
    -0,0501 (-0,79%)
     

Diante de risco de fuga para exterior, família de crianças abusadas por estudante de medicina divulga cartazes com vários possíveis disfarces de rapaz foragido

·2 min de leitura

Diante de notícias de fuga do estudante de medicina acusdo de ter estuprado quatro crianças, entre elas suas irmãs de 3 e 9 anos, a família das vítimas pediu que fossem feitas simulações de como ele pode ter alterado sua fisionomia. As imagens mostram Marcos Vitor Aguiar Dantas Pereira, de 22 anos, com os cabelos ruivos e pretos, com e sem barba e até careca. A denúncia de uma prima, hoje com 13 anos, deu início às investigações sobre a conduta do rapaz. A jovem contou, após tentar suicídio, que foi abusada pelo primio dos 5 aos 10 anos. A primeira vez teria ocorrido durante uma viagem da família ao Uruguai. O Polícia Civil do Piauí encerrou o inquérito contra Marcos Vitor que foi indiciado por estupro de vulneráveis. Ele é considerado foragido da Justiça.

- Chegaram denúncias de que ele estaria mais magro e de cabelos pretos - diz P.L. mãe da menina de 13 anos abusada e que teme que ele tenha conseguido sair do país. - Alertamos que isso poderia acontecer.

Marcos Vitor teria confessado, em troca de mensagens com a madrasta, que também teria feito o mesmo com as irmãs, o que atribuiu a um "lado obscuro" de sua personalidade. A mãe das crianças, P.C., que também estuda medicina, convive com o estudante desde que ele tinha 11 anos, quando ela se casou com o pai dele. Depois que os relatos de abuso vieram à tona, o casal se separou.

Há dois anos, Marcos Vitor foi morar em Manaus onde cursa medicina. Após as acusações, ele não compareceu à Delegacia de Proteção à Criança de Teresina para depor. O advogado dele, Eduardo Faustino, disse que o cliente não tinha fugido, mas apenas aberto mão do "direito ao interrogatório". Ontem, ele não foi localizado para comentar o indiciamento do estudante e se ele irá se apresentar às autoridades policiais. A Polícia Federal emitiu alerta para as fronteiras e aeroportos na tentativa de capturá-lo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos