Mercado abrirá em 2 h 46 min

Diablo Immortal | Jogador não encontra partidas após gastar US$ 100 mil

Uma das principais controvérsias em Diablo Immortal é o fato do jogo envolver microtransações que ajudam o jogador a se fortalecer no gameplay, o clássico pay to win, ou "pague para vencer" em português. O criador de conteúdo "jtisallbusiness" levou isso para um novo patamar.

O streamer publicou um vídeo cujo título se traduz para: "Devo pedir reembolso de 100K em Diablo Immortal?". Ele explica que gastou US$ 100 mil (cerca de R_jobs(data.conteudo)nbsp;523 mil na cotação atual) para melhorar seu personagem no jogo. Devido isso, ele se tornou tão poderoso graças as mecânicas de compra, que sua porcentagem de vitórias é muito alta e incomum para que o jogo consiga encontrar competidores no mesmo nível para batalhar contra o streamer na arena PvP (jogador contra jogador).

Portanto, ele não consegue participar de partidas competitivas, já que o matchmaking não funciona. Segundo o youtuber, ele tentou buscar uma partida por 48 a 72 horas, mas sem sucesso. Ele chegou a informar a Blizzard sobre o problema, que disse que está trabalhando para resolver esse erro. Mas, segundo "jitsallbusiness", nada foi feito até agora. O clã do streamer, "OneTimes", está competindo no Rito do Exílio, como parte do conteúdo de fim de jogo de Diablo Immortal. Porém, para conseguir ajudar seus companheiros, ele precisa participar de uma partida contra jogadores.

Para algumas pessoas da comunidade, isso prova o ponto das críticas negativas à política da Blizzard em transformar o jogo em algo dependente de microtransações. Entre os comentários do canal, os principais são todos em prol de que o criador de conteúdo teve o que "merecia", por conta da quantia absurda que ele diz ter gastado. O comentário com mais curtidas dá o tom da situação: "Vocês são o motivo que a Blizzard continuará fazendo jogos assim. Vote com sua carteira".

Diablo Immortal está disponível para PC e dispositivos Android e iOS.

Nota do editor: neste momento, a Activision Blizzard está sendo investigada por denúncias de assédio sexual, assédio moral e má conduta.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos